Escolha as suas informações

Autoridades de saúde dos EUA recomendam suspensão da vacina Janssen
Sociedade 13.04.2021

Autoridades de saúde dos EUA recomendam suspensão da vacina Janssen

Autoridades de saúde dos EUA recomendam suspensão da vacina Janssen

Foto: AFP
Sociedade 13.04.2021

Autoridades de saúde dos EUA recomendam suspensão da vacina Janssen

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
Um dia depois da chegada da primeira remessa da vacina da Johnson & Johnson ao Grão-Ducado, as autoridades de saúde americanas recomendam suspender o fármaco enquanto prossegue a investigação aos casos de coágulos após a toma nos EUA.

As autoridades de saúde dos Estados Unidos recomendaram esta terça-feira "uma pausa" na administração da vacina anti-covid-19 de dose única Johnson & Johnson, para permitir investigar os relatos de coágulos sanguíneos potencialmente associados à toma do fármaco.

A notícia surge um dia após o Grão-Ducado ter recebido a primeira remessa da vacina que inclui 2.400 doses. Numa declaração conjunta, o Centro para Controlo e Prevenção de Doenças e a Food and Drug Administration (entidade reguladora de alimentos e medicamentos dos Estados Unidos) afirmam estar a investigar os casos de coágulos sanguíneos detetados em seis mulheres nos dias a seguir À toma da Janssen, em combinação com contagens de plaquetas reduzidas.

O Contacto questionou o Ministério da Saúde luxemburguês para saber como as autoridades vão proceder após a recomendação de suspensão das autoridades americanas mas aguarda ainda resposta. Ainda ontem a tutela dizia apenas ao Contacto que as doses serão "serão administradas nos próximos dias".   


O que precisa de saber sobre a vacina Janssen
O primeiro lote de vacinas da farmacêutica Johnson & Johnson chega esta segunda-feira ao Grão-Ducado.

Mais de 6,8 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson (J&J) já foram administradas nos Estados Unidos. As primeiras doses começaram também a chegar nos últimos dias à Europa. O Grão-Ducado recebeu 2.400 esta segunda-feira, e deverá receber mais 2.400 até ao fim de abril, num total de 276.156 doses previstas. 

Contrariamente aos outros três antídotos administrados no Grão-Ducado a Janssen é de toma única, uma vantagem em relação às concorrentes. Casos semelhantes com a vacina da AstraZeneca (que passou a designar-se Vaxvezria) levaram recentemente a uma suspensão temporária do fármaco em vários países europeus, incluindo o Luxemburgo. As autoridades luxemburguesas retomaram, entretanto, a administração da Vaxvezria em todos os grupos etários a partir dos 18 anos. 

(Com Lusa)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas