Escolha as suas informações

As datas essenciais do desconfinamento em França
Sociedade 25.11.2020

As datas essenciais do desconfinamento em França

As datas essenciais do desconfinamento em França

Foto: AFP
Sociedade 25.11.2020

As datas essenciais do desconfinamento em França

Redação
Redação
O Presidente francês Emmanuel Macron anunciou esta terça-feira o plano de desconfinamento do país, que será mais gradual e duradouro que o primeiro.

Enquanto o Luxemburgo se prepara para confinar parcialmente, em sentido contrário a França anunciou o plano de desconfinamento para os próximos meses. No anúncio à nação transmitido em direto pela tv francesa, Emmanuel Macron, o Presidente francês confirmou que o regresso ao "normal" será gradual e durará pelo menos até janeiro do próximo ano. O objetivo é dar alguma margem de manobra às famílias durante as festividades natalícias. No discurso à nação, Macron afirmou que as autoridades farão uma avaliação da situação sanitária a cada duas semanas, antes de se decidir sobre as medidas a tomar. 

Segundo o jornal Le Monde e a RTL, por enquanto este é o calendário previsto se a situação evoluir de forma favorável:

28 de novembro 

  • Abertura de comércios não-essenciais e serviços (cabeleireiros, lojas de roupa, etc.);
  • Abertura de locais de culto, com lotação máxima de 30 pessoas; 
  • Raio de circulação nas viagens de lazer passa a 20 km e com duração máxima de três horas;
  • Atividades extra-curriculares ao ar livre voltam a poder realizar-se nas escolas;

15 de dezembro

Se o número de casos diários se mantiver inferior a 20.000, a 15 de dezembro entra em vigor uma nova fase de desconfinamento, com medidas mais relaxadas para a celebração do Natal e Ano Novo:

  •  Circulação entre diferentes regiões permitida;
  • Recolher obrigatório mantém-se entre as 21h e as 7h, com exceções na véspera de Natal e Ano Novo, 24 e 31 de dezembro;
  •  Estabelecimentos culturais poderão abrir portas;
  • Atividades desportivas em recintos fechados para menores passam a ser permitidas;

20 de janeiro 

A terceira e última fase entrará em vigor caso as novas contaminações se mantenham abaixo de 5.000 caso diários:

  • Restaurantes e cafés podem abrir. Bares e discotecas continuam sem data prevista de reabertura;
  • Alunos do secundário poderão voltar às atividades letivas normais;
  • Vacinação contra a covid-19 nos grupos mais vulneráveis;

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.