Escolha as suas informações

Anti-inflamatório barato é o novo candidato a medicamento eficaz contra a covid-19
Sociedade 2 min. 16.06.2020

Anti-inflamatório barato é o novo candidato a medicamento eficaz contra a covid-19

Anti-inflamatório barato é o novo candidato a medicamento eficaz contra a covid-19

Sociedade 2 min. 16.06.2020

Anti-inflamatório barato é o novo candidato a medicamento eficaz contra a covid-19

Segundo investigadores de Oxford, se o medicamento já tivesse sido usado para tratar doentes de covid-19 no Reino Unido, poderia ter salvado até cinco mil vidas desde o início da pandemia.

Têm sido avançadas várias hipóteses de tratamento para o coronavírus, desde a agora polémica hidroxicloroquina ao remdesivir, apontado como o mais promissor. No entanto, cientistas de Oxford revelam que há um outro medicamento, barato e amplamente disponível no mercado há várias decadas, que é o mais eficaz para combater o novo coronavírus.

O fármaco chama-se dexametasona e pode ajudar a salvar a vida de pacientes gravemente doentes com a infeção provocada pelo SARS-CoV-2, noticia a BBC.


Vacina com abordagem inovadora inicia testes clínicos no Reino Unido
Segundo o grupo de cientistas do Imperial College, a vacina passou em testes pré-clínicos em animais e deu sinais de ser segura e eficaz em termos de produzir uma resposta imunológica.

Segundo a estação britânica, o medicamento está a ser utilizado no maior ensaio clínico do mundo, onde têm sido testados os vários tratamentos existentes que potencialmente funcionam contra o coronavírus.

O uso da dexametasona - corticosteroide com efeito anti-inflamatório e imunossupressor - contribuiu para uma redução em um terço no risco de morte de pacientes que só conseguiam respirar com a ajuda de ventiladores e em um quinto em pacientes dependentes da ajuda de aparelhos de oxigénio. Naqueles que não manifestaram sintomas, o fármaco não teve qualquer efeito.

Segundo os investigadores, se o medicamento já tivesse sido usado para tratar doentes de covid-19 no Reino Unido,  poderia ter salvado até cinco mil vidas desde o início da pandemia.


Trump vai continuar a enviar hidroxicloroquina para o Brasil, apesar das dúvidas
Presidente vai fazê-lo apesar de uma agência do seu próprio governo ter revogado a autorização da substância no tratamento da covid-19.

O investigador Peter Horby afirmou que"este é o único medicamento que, até agora, demonstrou reduzir a mortalidade - e a reduz significativamente. É um grande avanço", salientou. 

Os testes com  o remdesivir mostraram, sobretudo, um encurtamento no tempo de recuperação dos doentes, enquanto os ensaios com a hidroxicloroquina não têm sido conclusivos, embora tenham sido entretanto retomados pela Organização Mundial de Saúde, depois de um polémico estudo ter levado à sua suspensão.

De acordo com outro investigador participante nos testes com a dexametasona, Martin Landray, "há um benefício claro", neste fármaco, não apenas na percentagem de vidas que ajuda a salvar, mas nas possibilidades de aplicação prática. "O tratamento com dexametasona dura até 10 dias e custa cerca de 5 libras (5,5 euros) por paciente. Portanto, basicamente custa 35 libras salvar uma vida (39 euros). E este é um medicamento disponível globalmente", frisa.


Covid-19. Rússia anuncia que começará a produzir vacina em setembro
O Governo russo anunciou hoje que em setembro começará a produzir em grandes doses uma vacina contra o novo coronavírus, que causa a doença covid-19, que naquele país já superou meio milhão de casos confirmados.

No entanto, o investigador adverte que este medicamento só deve ser administrado em contexto hospitalar e não tomado em casa. 

A dexametasona tem sido usada desde o início dos anos 1960 para tratar doenças como artrite reumatoide ou a asma. O medicamento é administrado por via intravenosa, em terapia intensiva ou em forma de comprimido para pacientes menos graves. No entanto, não tem tido qualquer efeito em doentes covid-19. com sintomas menos graves.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas