Escolha as suas informações

"Alta prevalência" do SARS-CoV-2 nas águas residuais do Luxemburgo
Sociedade 06.04.2021

"Alta prevalência" do SARS-CoV-2 nas águas residuais do Luxemburgo

Especialistas do LIST analisam semanalmente as águas residuais para perceber a evolução do vírus no Luxemburgo.

"Alta prevalência" do SARS-CoV-2 nas águas residuais do Luxemburgo

Especialistas do LIST analisam semanalmente as águas residuais para perceber a evolução do vírus no Luxemburgo.
Foto: Chris Karaba
Sociedade 06.04.2021

"Alta prevalência" do SARS-CoV-2 nas águas residuais do Luxemburgo

Manuela PEREIRA
Manuela PEREIRA
O coronavírus mais recente continua a registar um nível "elevado" nas águas residuais, refere o relatório mais recente do LIST.

O coronavírus SARS-CoV-2 continua a registar um nível "elevado" nas águas residuais do Grão-Ducado. No relatório mais recente, os investigadores do Instituto de Ciência e Tecnologia do Luxemburgo (LIST, na sigla inglesa) dão conta de um aumento importante nas estações de tratamento de águas dos centros urbanos de Hesperange, Bettembourg, Pétange, Mersch, Grevenmacher, Echternach e Bleesbruck.

O relatório 61 do LIST destaca os últimos resultados das amostras recolhidas na semana passada nas estações de tratamento de águas residuais do país. Ao longo de vários meses, o Luxemburgo tem vindo a vigiar a presença do vírus, na origem da doença da covid-19, que pode ser identificado nos esgotos. 

Através de um processo de análise altamente sensível, os investigadores conseguem detetar pequenas quantidades do vírus nas amostras de águas residuais. A análise permite tirar conclusões sobre a prevalência da covid-19 na população. Desde o início da pandemia, o Grão-Ducado regista mais de 62.100 infetados e 760 mortos. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas