Escolha as suas informações

Alerta europeu leva a nova recolha de gelados Häagen-Dazs
Sociedade 2 min. 09.08.2022
Segurança alimentar

Alerta europeu leva a nova recolha de gelados Häagen-Dazs

Segurança alimentar

Alerta europeu leva a nova recolha de gelados Häagen-Dazs

Foto: Wikicommons
Sociedade 2 min. 09.08.2022
Segurança alimentar

Alerta europeu leva a nova recolha de gelados Häagen-Dazs

AFP
AFP
São agora 17 os produtos retirados das prateleiras devido à presença de vestígios de um composto cancerígeno.

A Bélgica retirou sete novos gelados Häagen-Dazs do mercado, na sequência de um alerta europeu desencadeado no início de julho devido à descoberta de vestígios de um composto cancerígeno em alguns lotes durante os controlos, anunciou a Agência Federal de Segurança da Cadeia Alimentar (AFSCA).

"Várias variantes de gelados Häagen-Dazs, vendidos na Bélgica através das lojas Albert Heijn, Jumbo e Intermarché, estão a ser retiradas das prateleiras", disse a agência num comunicado.

"Esta recolha segue-se a uma notificação através do sistema RASFF (Sistema Europeu de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais, em português)", referiu a AFSCA.

A Bélgica já tinha retirado dez produtos Häagen-Dazs da venda a 4 de agosto.

A 8 de julho, França lançou um alerta através do sistema RASFF, avaliando como "grave" o risco para a saúde da presença de resíduos de óxido de etileno (ETO), um pesticida cancerígeno proibido na Europa. 


Gelados Haägen-Dazs retirados do mercado devido a pesticida
A recolha, anunciada esta quinta-feira pelas autoridades belgas, também afeta o Luxemburgo.

Vários países da UE recolheram produtos da marca

Vários Estados-membros da União Europeu (UE), como o Luxemburgo, recolheram os gelados em causa e emitiram avisos aos consumidores. Em França, 18 produtos da marca foram retirados de circulação a 5 de agosto e em Espanha 20 produtos deixaram de ser vendidos a 8 de agosto, de acordo com as agências nacionais de segurança alimentar.

O fabricante dos gelados, o grupo americano General Mills, encontrou vestígios de 2-Cloroetanol (2CE), um indicador da presença de óxido de etileno, num lote de produtos Häagen-Dazs, revelou a AFSCA numa declaração a 4 de agosto.

Gelados retirados de circulação foram distribuídos no Luxemburgo  

Um fornecedor de baunilha foi identificado como estando na origem do problema e a General Mills decidiu recolher todos os produtos feitos com a baunilha proveniente deste fornecedor.

Os gelados retirados de circulação foram distribuídos na Bélgica e no Luxemburgo nas lojas Carrefour, Resuma, Colruyt, Delfood, Delhaize, Makro, Match, Cora, Bidfood, Ceges, Romeck, Mekabe e AET.

A agência belga publicou a lista dos 17 gelados em questão, entre os quais o Belgium Chocolate, que devem ser recolhidos em todas as lojas da Bélgica.  

A mesma lista foi publicada pela Segurança Alimentar do Luxemburgo e pode ser consultada aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas