Escolha as suas informações

Alemanha propõe vacina da Johnson & Johnson a todos os adultos
Sociedade 2 min. 10.05.2021

Alemanha propõe vacina da Johnson & Johnson a todos os adultos

Alemanha propõe vacina da Johnson & Johnson a todos os adultos

Foto: Jonas Güttler/dpa
Sociedade 2 min. 10.05.2021

Alemanha propõe vacina da Johnson & Johnson a todos os adultos

AFP
AFP
Apenas 9% da população recebeu as duas doses das outras vacinas administradas no país. Vantagem da vacina da Johnson & Johnson é ser unidose.

A Alemanha decidiu esta segunda-feira que vai oferecer a todos os adultos que pretendam ser vacinados contra a covid-19 a vacina da Johnson & Johnson, após alguns países terem restringido o fármaco devido a possíveis efeitos secundários raros mas graves. 

A decisão "pragmática" vai permitir "acelerar a campanha de vacinação" no país, salientou o ministro da Saúde, Jens Spahn, em conferência de imprensa, acrescentando que os casos de trombose detetados em pessoas que receberam a vacina continuam a ser "muito raros" no mundo. 

As autoridades de saúde pretendem ter a maioria dos adultos com mais de 60 anos vacinados até junho, pelo que a decisão desta segunda-feira pode ser um fator de aceleração. Segundo explicou ainda Jens Spahn, quem quiser pode a partir de agora receber a Janssen após uma consulta médica. 

Na conferência de imprensa, o ministro da Saúde estimou ainda que cerca de 10 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson serão entregues ao país até junho/julho. Um pouco mais de um terço da população alemã recebeu até agora uma primeira dose da vacina contra a covid-19, e apenas 9% da população recebeu as duas doses. 

À semelhança da vacina da da AstraZeneca, vários países impuseram limites de idade para a utilização da Janssen, por exemplo para os maiores de 55 em França e no Luxemburgo, e 60 em Itália; enquanto que a Dinamarca optou por não utilizar o fármaco da empresa sueco-britânica. O Luxemburgo administra atualmente a Janssen a todos os grupos etários sem exceção, a par com a Islândia. 

Uma das grandes vantagens da Janssen em relação às atuais três vacinas administradas na União Europeia é a de ser unidose. Numa primeira fase, a Alemanha tinha restringido a utilização da AstraZeneca - outra das vacinas administradas nos Estados europeus - aos mais velhos, mas recentemente decidiu retomá-la em todas faixas etárias. 


Residentes da capital alemã disfrutaram do bom tempo no passado fim de semana.
Alemanha. Tendência de queda de novos contágios mantém-se
Ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, disse na semana passada que a terceira onda tinha sido travada, embora o nível de infeções se mantenha muito elevado.

Ambas as vacinas, baseadas na mesma tecnologia, são suspeitas de causar um tipo muito raro de coágulo sanguíneo que afeta as veias do cérebro, o que em alguns casos pode ser fatal. 

Em abril, o regulador norte-americano tinha suspendido temporariamente a utilização da Janssen por este motivo. Na Europa, a EMA considerou que a relação risco/benefício era favorável, apesar do risco "muito raro" destes coágulos. Um parecer semelhante já tinha sido dado, aliás, em relação à AstraZeneca. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas