Escolha as suas informações

Alemanha exige teste a quem quiser entrar no país sem estar vacinado, a partir de hoje
Sociedade 01.08.2021
Novas restrições

Alemanha exige teste a quem quiser entrar no país sem estar vacinado, a partir de hoje

Novas restrições

Alemanha exige teste a quem quiser entrar no país sem estar vacinado, a partir de hoje

Foto: AFP
Sociedade 01.08.2021
Novas restrições

Alemanha exige teste a quem quiser entrar no país sem estar vacinado, a partir de hoje

Redação
Redação
A partir deste domingo para entrar na Alemanha é necessário a apresentação de um teste negativo a quem não estiver completamente vacinado ou imunizado.

A Alemanha exige a partir de hoje um teste negativo para todos os viajantes com 12 anos ou mais que pretendam entrar no país e não tenham a vacinação completa contra a covid-19 ou o certificado de recuperação da doença. 

Os trabalhadores transfronteiriços e passageiros frequentes que cruzam as fronteiras estão isentos desta medida.

A exigência de um teste negativo é também alargada às pessoas imunizadas que entram no país a partir de uma área dominada por uma variante mais agressiva, que não é a predominante na Alemanha.

Além disso, as pessoas não imunizadas que chegam de áreas de alto risco - incluindo Espanha e Países Baixos desde terça-feira - terão de observar uma quarentena de 10 dias, que pode ser reduzida através da apresentação de um teste negativo cinco dias após a chegada à Alemanha.

Os viajantes que chegam de áreas onde estão presentes variantes mais agressivas do vírus - atualmente Brasil e Uruguai - terão de permanecer em quarentena durante 14 dias, independentemente de estarem ou não imunizados, sem opção para encurtar o isolamento.

Crianças não imunizadas com menos de 12 anos de idade podem ser dispensadas da quarentena cinco dias após a chegada ao país de uma região de alto risco, sem necessidade de um novo teste.

No caso de uma estadia anterior numa área em risco devido à presença de variantes, o período de isolamento para menores - imunizados ou não - será também de 14 dias.


Bélgica. Primeiro-ministro diz ser "desnecessário" passe sanitário no país
Alexander De Croo não considera necessária a exigência de um certificado covid-19 para ter acesso à maioria dos estabelecimentos públicos na Bélgica.

Casos a aumentar

Entretanto, a incidência acumulada em sete dias na Alemanha aumentou em relação a quatro semanas atrás e situa-se em 17,5 novas infeções por 100.000 habitantes (16,9 no sábado e 13,8 no domingo passado).

As autoridades sanitárias comunicaram 2.097 novas infeções e uma morte nas últimas 24 horas, contra 1.387 infeções e quatro mortes há uma semana, enquanto os casos ativos se situam em cerca de 25.100.

A partir de sexta-feira, 61,6% da população tinha sido vacinada, 52% da qual tinha sido totalmente vacinada.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas