Escolha as suas informações

Agressores sexuais na mira da Europol. Um deles cometeu crimes no Luxemburgo
Sociedade 27.10.2020 Do nosso arquivo online

Agressores sexuais na mira da Europol. Um deles cometeu crimes no Luxemburgo

Agressores sexuais na mira da Europol. Um deles cometeu crimes no Luxemburgo

Foto: Pixabay
Sociedade 27.10.2020 Do nosso arquivo online

Agressores sexuais na mira da Europol. Um deles cometeu crimes no Luxemburgo

Diana ALVES
Diana ALVES
Chama-se Nesat Bego e é o agressor sexual mais procurado do Luxemburgo. Bego, 42 anos, nacionalidade kosovar, foi condenado a cinco anos de prisão no Luxemburgo por exploração sexual de crianças e pornografia infantil.

O nome, a fotografia e algumas informações sobre o crime cometido por Nesat Bego aparecem esta terça-feira em destaque no site da Europol, no âmbito de uma nova campanha que a agência europeia de polícia lança hoje em vários países europeus, incluindo o Luxemburgo. O objetivo da iniciativa é localizar os agressores sexuais mais perigosos da Europa.

Durante o próximo mês, a plataforma vai divulgar fotos e informações sobre suspeitos e condenados por agressões sexuais, com a polícia de vários países a pedir a ajuda do público para localizar estes fugitivos. Cada país selecionou aquele que considera ser o fugitivo mais perigoso da sua lista dos mais procurados, tanto suspeitos como condenados por crimes sexuais que são objeto de mandados de captura europeus. 

É o caso de Nesad Bego, cujo crime pelo qual é procurado remonta a 3 de fevereiro de 2016, no sul do Luxemburgo. A Europol descreve o caso como "assédio sexual com violência e ameaças contra uma criança menor de 11 anos de idade". Segundo as autoridades, o agressor não compareceu em tribunal tendo sido condenado a cinco anos de prisão. O mandado de captura foi emitido no final de 2019. Bego fala francês e albanês, sendo que as autoridades consideram "altamente provável" que tenha abandonado o Luxemburgo.

Foto: Europol

 A fotografia do fugitivo pode ser consultada no site eumostwanted.eu. Informações de qualquer tipo podem ser enviadas anonimamente através do próprio site ou pelo e-mail fast.lux@police.etat.lu. Note-se que, na União Europeia, a polícia regista um crime sexual a cada dois minutos, em média, segundo a Europol. As principais vítimas são mulheres e crianças. 

(Com Agência Lusa)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.