Escolha as suas informações

Abono de família poderá aumentar este mês
Sociedade 15.10.2021
Apoios

Abono de família poderá aumentar este mês

Apoios

Abono de família poderá aumentar este mês

Foto: Guy Wolff
Sociedade 15.10.2021
Apoios

Abono de família poderá aumentar este mês

O escalão de indexação dos salários vai ser aplicado "retroativamente na reindexação do abono de família", segundo anunciou Xavier Bettel.

O abono de família deverá aumentar já a partir deste mês com a reintrodução do índice de indexação para esta prestação social.

Segundo anunciou o primeiro-ministro, Xavier Bettel, no discurso do Estado da Nação da última terça-feira, o abono de família, que está congelado nos 265 euros por criança, vai beneficiar do índice de indexação aplicado aos salários no Luxemburgo desde 1 de outubro de 2021, equivalente a 2,5%. 


Déi Lénk reivindica indexação do abono de família com efeitos retroativos
A perda do poder de compra das famílias com crianças a cargo vai ficar mais acentuada, denuncia o déi Lénk.

Assim, afirmou Bettel, "o Governo aplicará este escalão de índice retroativamente na reindexação do abono de família", apesar de estar previsto que a reindexação só entrasse em vigor em janeiro de 2022.

Não há ainda uma data precisa para o pagamento do valor do abono já com a indexação. O Fundo para o Futuro das Crianças (Zukunftskeess) escreve no seu site que "tomou nota do aumento do índice a partir de 1 de outubro de 2021, bem como do anúncio do Governo de indexar o valor do abono de família a partir de 1 de outubro de 2021", no entanto, lembra que, "a indexação do valor do abono de família só poderá ocorrer após a alteração estatutária do Código da Previdência Social, Livro IV".  Ou seja, e tal como foi referido pelo primeiro-ministro, no discurso do Estado da Nação, "assim que as alterações legais necessárias forem feitas, o valor do abono de família será aumentado retroativamente a partir de 1 de outubro de 2021 e os valores adicionais resultantes desses ajustes serão pagos automaticamente".

Segundo a RTL, esta sexta-feira de manhã, o Fundo para o Futuro das Crianças esclareceu que a indexação e a retroatividade dizem respeito "apenas ao subsídio familiar e ao aumento da idade, mas tudo depende do texto que será adotado pela Câmara dos Deputados". 

O aumento que deverá fazer o abono aumentar para 271,625 euros é, refere a estação, muito inferior ao calculado pela OGBL e LCGB, que reivindicam um aumento do montante para 285 euros. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas