Escolha as suas informações

29 de Março na cidade do Luxemburgo : Dia da Mulher cabo-verdiana vai ser celebrado no domingo
Arminda Monteiro e Avigília Spielmann-Monteiro, as duas à esquerda, vão relembrar como era vida da mulher cabo-verdiana aquando da chegada ao Luxemburgo

29 de Março na cidade do Luxemburgo : Dia da Mulher cabo-verdiana vai ser celebrado no domingo

Foto: Manuel Dias
Arminda Monteiro e Avigília Spielmann-Monteiro, as duas à esquerda, vão relembrar como era vida da mulher cabo-verdiana aquando da chegada ao Luxemburgo
Sociedade 25.03.2015

29 de Março na cidade do Luxemburgo : Dia da Mulher cabo-verdiana vai ser celebrado no domingo

A associação Amizade Cabo-verdiana celebra neste domingo, 29 de Março, o Dia Nacional da Mulher Cabo-Verdiana. A efeméride, que se comemora um pouco por toda a diáspora cabo-verdiana, tem como data oficial o dia 27 de Março.

A associação Amizade Cabo-verdiana celebra neste domingo, 29 de Março, o Dia Nacional da Mulher Cabo-Verdiana. A efeméride, que se comemora um pouco por toda a diáspora cabo-verdiana, tem como data oficial o dia 27 de Março.

O evento tem lugar no Centre Sociétaire (rue de Strasbourg, n° 29), na capital, das 14h às 20h. O programa inclui uma conferência com quatro mulheres cabo-verdianas de várias gerações.  Arminda Monteiro e Avigilia Spielmann-Monteiro fazem parte das primeiras cabo-verdianas a chegar ao Luxemburgo, em 1965.

A jornalista Verónica Rocha, nascida em Ettelbruck em 1978, é a última de sete filhos da única família cabo-verdiana de Mersch, tendo trocado o Luxemburgo por Bruxelas, onde vive desde os 17 anos.

Jessica Silva Correia nasceu em Cabo Verde e veio para o Luxemburgo aos nove anos, tendo integrado o ensino escolar luxemburguês numa turma de integração. Posteriormente, foi colocada no regime modular, o mais baixo do sistema de ensino do Grão-Ducado. Foi aí que decidiu provar que conseguia mais do que frequentar uma formação profissional.

As quatro mulheres vão contar as suas experiências de vida enquanto imigrantes no Luxemburgo e falar do papel da mulher cabo-verdiana na comunidade.

O evento conta ainda com a participação do grupo Cassandra Lobo e com a apresentação dos livros “Laços de Poesia”, da poetisa Glória Sofia, e da antologia “Palavras da Alma”, na qual participa Elisabete Montrond, da Associação Amizade Cabo-verdiana.

A jovem estilista Osvaldina Moreira apresentará algumas peças da sua colecção, as batucadeiras Terra-Terra vão trazer danças tradicionais da ilha de Santiago, e DJ Vic vai animar a festa. A cachupa e outros pratos típicos do arquipélago também não faltarão.

O evento é aberto ao público e enquadra-se nas comemorações dos 40 anos de independência de Cabo Verde, coordenadas pela Federação das Associações Cabo-verdianas no Luxemburgo.

Aleida Vieira


Notícias relacionadas

Perto de 400 pessoas na última homenagem a João da Luz
A comunidade cabo-verdiana fez no sábado a última homenagem ao radialista, jornalista, político e dirigente associativo cabo-verdiano João da Luz, que faleceu na passada segunda-feira. Perto de 400 pessoas estiveram na homenagem e no cortejo com as cinzas, que teve lugar em Roodt-sur-Syre, na sua comuna de residência, Betzdorf.
Óbito. João da Luz vai ter última homenagem no sábado, em Betzdorf
O corpo do radialista, jornalista, político e dirigente associativo cabo-verdiano João da Luz, que faleceu na segunda-feira, vai ser cremado esta quarta-feira em Hamm, às 13h20, numa cerimónia reservada à família. No entanto, a última homenagem ao carismático líder comunitário vai ser aberta à comunidade, mas no sábado.
João da Luz.