Escolha as suas informações

Video. Avião sai destravado e sem ninguém aos comandos no Porto
Portugal 12.10.2019

Video. Avião sai destravado e sem ninguém aos comandos no Porto

Video. Avião sai destravado e sem ninguém aos comandos no Porto

Portugal 12.10.2019

Video. Avião sai destravado e sem ninguém aos comandos no Porto

O aparelho da TAAG saiu do estacionamento e deslizou perigosamente pela zona. "Só não entrou na pista porque bateu em obstáculos".

Esta manhã, um avião da companhia angolana TAAG que estava estacionado na placa do Aeroporto Sá Carneiro deslizou até uma zona de terra, sem ninguém aos comandos do aparelho. E sem que “ninguém se apercebesse”. 

Isto porque como escreve o Jornal de Notícias “a aeronave ficou destravada”, pois  “alguém se esqueceu de colocar calços nas rodas do avião”.

"Inacreditável o que aconteceu no aeroporto do Porto hoje de manhã. Com uma aeronave a descolar, este B777 descontrolado só não entrou na pista porque bateu em obstáculos", escreve no twitter um “controlador aéreo desde 1998 no aeroporto do Porto”. Este utilizador divulga o vídeo do momento em que o avião da TAAG desliza e vai embater nuns obstáculos.

Veja o video.

No video ouve-se uma testemunha a olhar para o aparelho a andar e a dizer surpresa: "O avião está a ir todo de lado!". Antes do avião começar a galgar a zona de terra está outro a descolar e a testemunha exclama, "ai, ai, ai. O que se passou? Não ter batido naquele avião foi uma sorte". O avião acaba por embater em algo e pára.

O incidente levou já a ANA Aeroportos a abrir um inquérito junto da transportadora aérea TAAG, e da sua empresa de assistência, como anunciou numa declaração escrita enviada à Lusa.

As razões que levaram o avião da TAAG a sair de calços no Aeroporto Francisco Sá Carneiro “terão que ser esclarecidas pelo inquérito que está a ser realizado junto da companhia aérea e da sua empresa de assistência”, vinca a ANA que que gere os aeroportos nacionais.

 “Confirmamos ocorrência de um incidente com avião da TAAG. O incidente não teve consequências e a operação está a correr com normalidade”, afirma a ANA.


Notícias relacionadas