Escolha as suas informações

Trinta e quatro concelhos do continente em risco 'Máximo' de incêndio
Portugal 11.08.2016 Do nosso arquivo online

Trinta e quatro concelhos do continente em risco 'Máximo' de incêndio

Trinta e quatro concelhos do continente em risco 'Máximo' de incêndio

Foto: AFP
Portugal 11.08.2016 Do nosso arquivo online

Trinta e quatro concelhos do continente em risco 'Máximo' de incêndio

Trinta e quatro concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Coimbra, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Viseu, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Braga apresentam hoje risco ‘Máximo’ de incêndio, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

Trinta e quatro concelhos dos distritos de Faro, Santarém, Coimbra, Guarda, Castelo Branco, Coimbra, Viseu, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Braga apresentam hoje risco ‘Máximo’ de incêndio, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

Os concelhos de Monchique (Faro), Mação, Sardoal (Santarém), Oleiros, Vila de Rei, Sertã (Castelo Branco), Pampilhosa da Serra, Góis, Oliveira do Hospital (Coimbra), Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Miranda do Corvo (Coimbra), Guarda, Sabugal, Gouveia, Celorico da Beira, Trancoso, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira (Guarda) estão hoje em risco ‘Máximo’ de incêndio, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Estão também em risco ‘Máximo' de incêndio os concelhos de Moimenta da Beira, Sernancelhe, Vila Nova de Paiva, Castro Daire e São Pedro do Sul (Viseu), Arouca, Castelo de Paiva (Aveiro), Baião e Valongo (Porto), Vila Pouca de Aguiar, Ribeira de Pena (Vila Real), Cabeceiras de Basto e Póvoa do Lanhoso (Braga) e Arcos de Valdevez (Viana do Castelo).

O Instituto colocou também em risco ‘Muito Elevado’ e 'Elevado' de incêndio vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre ‘Reduzido' e 'Máximo'.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.


Notícias relacionadas

O cenário de incêndios registados hoje no Funchal complicou-se a partir das 19h do Luxemburgo, devido ao aumento da intensidade do vento e à alteração da sua direcção, havendo algumas zonas com "fogo descontrolado", disse o presidente da câmara, Paulo Cafôfo.