Escolha as suas informações

Tribunal obriga Júlio Iglesias a assumir filho que tem com portuguesa
Portugal 5 min. 10.07.2019

Tribunal obriga Júlio Iglesias a assumir filho que tem com portuguesa

Tribunal obriga Júlio Iglesias a assumir filho que tem com portuguesa

AFP
Portugal 5 min. 10.07.2019

Tribunal obriga Júlio Iglesias a assumir filho que tem com portuguesa

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
O cantor conseguiu fugir durante quase 30 anos ao teste de paternidade capaz de provar que Javier Santos é seu filho. A sentença de hoje declara-o pai do filho de Maria Edite Santos, de 42 anos.

 Foram 29 anos de luta em tribunal. Com Júlio Iglesias a vencer sempre. E a fugir ao teste de paternidade.  Até hoje. Mas a portuguesa Maria Edite Santos nunca desistiu de obrigar o mais famoso cantor espanhol a reconhecer Javier Sánchez Santos, hoje com 42 anos, como seu filho legítimo, fruto de dez dias de paixão proibida, desta alentejana do Redondo, quando tinha 20 anos com o mais famoso cantor romântico espanhol.

Hoje, saiu a sentença do juiz do Tribunal de Valência, José Miguel Bort: Javier Santos foi declarado como filho legítimo de Júlio Iglesias, de 75 anos. “Pelas suas parecenças físicas”, e “insistência durante tantos anos de Maria Edite Santos e do filho, das declarações da mulher da vivenda onde se encontraram e de outras provas.. Para além de Iglesias não ter comparecido a esta sessão.

É que este magistrado tinha feito um ultimato ao cantor na última sessão no tribunal:  ou Julio Iglesias aceitava fazer o teste de ADN, cujo prazo terminou a quatro de julho, ou, caso recusasse, o tribunal declarava-o pai legítimo de Javier Santos, de acordo com o artigo 767, seção 4, do Código Civil.

“Estou muito feliz. Muito contente. Foram quase 30 anos de luta, de muito sofrimento, mas valeu a pena. A verdade veio por fim”, declarou ao Contacto a portuguesa Maria Edite Santos, a partir de Espanha.

Ela e o filho, Javier Santos que desde há 20 anos tomou a luta da mãe em tribunal vão agora “celebrar a vitória justa”. 

Agora Maria Edite Santos quer que o seu filho tenha de Júlio Iglesias que há 29 anos o “renega”, “tudo a que Javier tem direito”, ou seja, o apelido e fazer parte da sua herança, ao lado dos outros oito filhos.

“Quero que Javier passe a usar o apelido do pai. Iglesias. Ele tem esse direito”, frisa esta portuguesa nascida em Cercal do Alentejo.

Na semana passada, o advogado de Julio Iglesias declarou que iria recorrer da sentença, caso esta fosse desfavorável para o seu cliente, o que acabou por acontecer. Mas, a portuguesa não tem “medo”. “Pode fazer o que quiser. A verdade já saiu. Javier foi declarado seu filho”.

AFP

Julio Iglesias chamava-lhe a "portuguesinha"

Em 1975, a jovem alentejana Maria Edite Santos, de 20 anos, então bailarina num grupo de ballet espanhol, vive um romance de 10 dias com o já famoso cantor Julio Iglesias, então casado com a espanhola Isabel Preysler, e pai de dois filhos. Desta paixão com a “portuguesinha”, como lhe chamava Júlio Iglesias, nasce Javier Sanchez Santos.

Esta luta “cheia de sofrimento” pelo reconhecimento de Javier por Iglesias levou Maria Edite Santos a “uma tentativa de suicídio”, como a portuguesa conta no seu livro ‘Un hijo con Julio Iglesias’, de 2007, mas da qual nunca desistiram. “Para devolver a dignidade à minha mãe e mostrar ao mundo inteiro que ela disse sempre a verdade”, vinca o espanhol, residente em Valência, tal como a mãe, numa rara entrevista dada ao Correio da Manhã.

Das três tentativas legais feitas anteriormente, em 1991,1992 e 2004 o cantor romântico espanhol, conseguiu vencer sempre e negar-se a realizar o exame genético que poderia provar que o filho da portuguesa era seu filho, dar-lhe o seu apelido e a devida parte da herança da sua fortuna calculada em 850 milhões de euros, segundo a Forbes.

Como há quase 30 anos Júlio Iglesias tem conseguido fugir ao teste genético, Fernando Osuna e Javier Sanchez-Santos apresentaram, no ano passado, em tribunal, usar um teste de ADN realizado com uma amostra genética do filho mais velho do cantor, Júlio Iglesias Júnior, cujo resultado revelou haver 99,9% de probabilidade do filho da portuguesa ser irmão de Júlio José Iglesias, e filhos do mesmo pai.

“Logo tal prova que Julio José Iglesias e o meu cliente têm o mesmo pai”, ou seja, Júlio Iglesias, vincou à Radio Latina o advogado Fernando Osuna, a partir de Espanha, no dia 5 de junho. Altura em que as audiências no Tribunal de Valência foram interrompidas para que o juiz analisasse se o teste de ADN, conseguido através da amostra recolhida em Miami, sem autorização de Júlio José Iglesias, era válido ou não. O juiz decidiu que não era válida.


Detetives em Miami seguiram família Iglesias

Em 2017, para levar o caso em frente, Fernando Osuna, conhecido em Espanha como o “advogado dos filhos ilegítimos” pelos mais de 400 casos de paternidade que defendeu, muitos de gente famosa, decidiu uma nova abordagem. Conseguir o ADN de Júlio Iglesias ou de um dos seus filhos de algum objeto deixado numa via pública, e por isso válido para recolha. Contratou uma equipa de detetives que foi a Miami, onde vive a maior parte do clã Iglesias e iniciaram, em março de 2017, uma verdadeira perseguição à família, mas ao longe. Do pai Iglesias nem sinal, “a sua segurança é comparável à de um presidente de um país”, explicou o detetive Luís Lara ao jornal El País, onde descreveu ao pormenor a “difícil missão”. Decidiram apostar então em Júlio José Iglesias, de 46 anos, o segundo filho mais velho do cantor com Isabel Preysler, e acertaram. Recolheram uma garrafa de água vazia que ele acabara de beber e deitara num caixote do lixo, numa praia de Miami. Foi a partir dela, “uma prova direta”, que se conseguiu cruzar então o perfil genético de Javier Sanchéz Santos com o do filho de Júlio Iglesias e obter a correspondência quase total. São irmãos e filhos do mesmo pai.

 Antes Javier Santos e o ex-marido de Maria Edite Santos fizeram os testes de paternidade e provou-se que não eram pai e filho. Só depois da divulgação dos resultados dos testes de ADN feitos com material genético de Julio José Iglesias é que Javier Santos sentiu que a opinião pública mudou e ficou do seu lado. Até então, desconfiaram sempre das intenções da luta travada por este espanhol e pela portuguesa.

“Aqui em Espanha, a opinião pública mudou bastante depois de eu ter conseguido a prova de ADN, e ninguém entende porque não assume a responsabilidade, pois agora Júlio Iglesias já não pode negar que eu sou seu filho”, vincou Javier Santos na entrevista ao CM.

Como referiu Fernando Osuna à Radio Latina “biologicamente está provado que Javier é filho de Júlio Iglesias, a ciência já o provou, agora falta que o tribunal o declare legalmente”. E hoje o juiz declarou. Julio Iglesias é obrigado a reconhecer Javier Santos como seu filho.