Escolha as suas informações

Três dias de luto municipal em Murça pela morte de casal
Portugal 2 min. 21.07.2022
Incêndios em Portugal

Três dias de luto municipal em Murça pela morte de casal

Uma viatura destruída pelo fogo no rescaldo da área ardida pelo fogo na aldeia de Lagoa das Ceiras, depois da passagem das chamas do incêndio que começou em Abiul, Pombal, também uma das áreas mais afetdas pelos fogos deste mês.
Incêndios em Portugal

Três dias de luto municipal em Murça pela morte de casal

Uma viatura destruída pelo fogo no rescaldo da área ardida pelo fogo na aldeia de Lagoa das Ceiras, depois da passagem das chamas do incêndio que começou em Abiul, Pombal, também uma das áreas mais afetdas pelos fogos deste mês.
Foto: LUSA
Portugal 2 min. 21.07.2022
Incêndios em Portugal

Três dias de luto municipal em Murça pela morte de casal

Lusa
Lusa
O casal de idosos residia na aldeia de Penabeice tendo morrido dentro da viatura quando tentava fugir do incêndio e após esta se ter despistado.

O presidente da Câmara de Murça determinou três dias de luto municipal, entre hoje e sábado, pela morte do casal vítima do incêndio que desde domingo lavra no concelho bem como em Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

Num comunicado publicado na página do município de Vila Real no Facebook, Mário Artur Lopes justifica a medida como “manifestação de pesar e solidariedade aos familiares e amigos das vítimas e restante população”.

Em consequência do anúncio, continua a publicação, a bandeira do município será colocada a meia haste no edifício dos Paços do Concelho, em nome de quem apresenta, também, as ”mais sinceras e sentidas condolências à família e amigos enlutados”.


Incêndios. Casal de idosos morre em Murça num carro que ficou carbonizado
A GNR está a investigar as circunstâncias do acidente.

O casal residia na aldeia de Penabeice, no concelho de Murça, tendo morrido dentro da viatura, na segunda-feira, quando tentava fugir do incêndio e após esta se ter despistado.

O funeral de Amadeu Fernandes Barreira, de 69 anos, e de Iracema de Jesus Barreira, de 72, acontecerá no domingo, pelas 14:30, na Igreja de Jou, seguindo depois para o cemitério de Penabeice, informa a funerária.

No comunicado, o autarca lembra que o concelho “está a ser severamente fustigado por incêndio de grandes dimensões que está a provocar perdas profundas”.

Segundo a página do Comando Distrital de Operações de Socorros de Vila Real, pelas 17:45, mantinham-se no combate às chamas 680 operacionais, apoiados por 217 viaturas e cinco meios aéreos.

  Em Murça todo o perímetro está em rescaldo e vigilância   

Todo o perímetro do incêndio que começou domingo em Cortinhas, no concelho de Murça, encontra-se em consolidação de rescaldo e vigilância, tendo, ao longo de quatro dias, atingido “mais de 10.000” hectares em três concelhos.

“O incêndio está dominado desde ontem [quarta-feira], hoje tivemos algumas reativações, foram prontamente combatidas e dominadas pelos operacionais presentes no terreno e, portanto, a situação neste momento está estável. Está em consolidação de rescaldo e vigilância em todo o seu perímetro”, afirmou o segundo-comandante regional do Norte, Amarando Silva.

O fogo começou domingo à tarde em Cortinhas, em Murça, e estendeu-se, depois, aos concelhos de Vila Pouca de Aguiar e de Valpaços.

“Os meios foram chegando conforme as necessidades e, neste momento, temos um dispositivo ainda aqui de 610 operacionais, apoiados por 185 veículos, temos quatro máquinas de rasto em apoio às operações das tais reativações que têm pontualmente aparecido”, afirmou Armando Silva, que lembrou que, durante o dia, estiveram a operar no local quatro meios aéreos.

O segundo-comandante reforçou, num ponto de situação feito pelas 20:15, que a “situação está completamente dominada neste momento”.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas