Escolha as suas informações

Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira
Portugal 15.08.2017 Do nosso arquivo online
Incêndios

Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira

Incêndios

Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira

Foto: Lusa
Portugal 15.08.2017 Do nosso arquivo online
Incêndios

Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira

O número de feridos registados desde quarta-feira devido aos incêndios subiu para 55, com as ocorrências de Louriçal do Campo e Vila de Rei a serem as que mais operacionais mobilizam no terreno, segundo a Proteção Civil.

O número de feridos registados desde quarta-feira devido aos incêndios subiu para 55, com as ocorrências de Louriçal do Campo e Vila de Rei a serem as que mais operacionais mobilizam no terreno, segundo a Proteção Civil.

No primeiro 'briefing' do dia, realizado pelas 09h00, em Lisboa, a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, revelou que, destes 55 feridos, 51 são leves e quatro graves, e que são contabilizados desde quarta-feira, dia em que começou o primeiro incêndio em Abrantes e teve início o maior número de ocorrências.

Segundo Patrícia Gaspar, na segunda-feira registaram-se 148 incêndios, descendo assim o número registado nos últimos dias, que tinha sido superior a 200 ocorrências.

Destes 148 incêndios, os distritos com maior número foram Porto (47), Braga (14) e Viseu (14).

Desde as 00:00 de hoje, registaram-se 30 ocorrências, entre as quais se contabilizam as de maior dimensão em Louriçal do Campo e Vila de Rei (Castelo Branco). Estas duas ocorrências estão a mobilizar mais de mil operacionais.

De acordo com Patrícia Gaspar, na segunda-feira foram acionados Plano Municipais de Emergência da Proteção Civil, subindo para seis os que estão atualmente em vigor.

No terreno, permanecem 620 militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea e os meios aéreos continuam a contar com o apoio do avião de Marrocos e dos oriundos de Espanha.

Das várias vias que na segunda-feira estiveram encerradas, apenas a Estrada Nacional (EN) 18, junto à área que arde no Fundão, se encontra encerrada.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O incêndio que deflagrou ontem, segunda-feira, no concelho do Fundão provocou queimaduras em duas pessoas, que estão ainda em avaliação, e ferimentos ligeiros numa bombeira, disse à Lusa fonte da Proteção Civil. Também quatro bombeiros ficaram feridos, na Serra da Gardunha.
Bombeiros durante o combate a um incêndio em Castelo, Mação, 26 de julho de 2017. Estão envolvidos no combate ao incêndio 1126 bombeiros, 358 viaturas e 10 meios aéreos. NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA
O incêndio em Abrantes, no distrito de Santarém, fez um total de 19 feridos leves, já o fogo que lavra na Mealhada, em Aveiro, provocou três vítimas civis e um bombeiro, todos feridos ligeiros, informou hoje a Proteção Civil.
TOPSHOT - A firefighter tackles a wildfire close to the village of Pucarica in Abrantes on August 10, 2017. 
Nearly 3,000 firefighters battled 80 wildfires raging across Portugal civil protection officials said, as the return of scorching heat put an end to the respite after a spate of blazes. Some 650 firefighters backed by nine water-dropping aircraft and over 200 vehicles were at the scene of the biggest blaze in a forest near the central town of Abrantes. / AFP PHOTO / PATRICIA DE MELO MOREIRA