Escolha as suas informações

SEF deteve no aeroporto de Lisboa "passador" de menores em voo de Luanda
Portugal 2 min. 08.07.2019

SEF deteve no aeroporto de Lisboa "passador" de menores em voo de Luanda

SEF deteve no aeroporto de Lisboa "passador" de menores em voo de Luanda

Foto: LUSA
Portugal 2 min. 08.07.2019

SEF deteve no aeroporto de Lisboa "passador" de menores em voo de Luanda

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) adianta que o homem atuava como "passador" e chegou Lisboa na sexta-feira acompanhado por dois menores, de 13 e 15 anos, que foram detetados pelos inspetores na zona internacional do aeroporto.

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) adianta que o homem atuava como "passador" e chegou Lisboa na sexta-feira acompanhado por dois menores, de 13 e 15 anos, que foram detetados pelos inspetores na zona internacional do aeroporto.

Segundo o SEF, os menores encontravam-se desacompanhados e um deles estava fisicamente debilitado, com sinais evidentes de doença num dos membros inferiores. 

Aquele serviço de segurança sublinha que os menores e o "passador" tinham cumprido o trajeto entre Luanda e Lisboa com destino à cidade da Praia, em Cabo Verde, em lugares contíguos, e os bilhetes foram adquiridos em conjunto pelo homem detido. 

Além dos dois menores, foram ainda detetados no mesmo voo três cidadãos estrangeiros, adultos, igualmente indocumentados, e que viajavam também com o detido, refere aquele serviço de segurança.

O SEF precisa que foi possível também apurar que o detido tinha como objetivo o transporte dos menores para fora do espaço Schengen. 

Nesse sentido, orientou as vítimas para se apresentarem na fronteira ou pedirem auxílio horas depois do seu embarque, situação que não ocorreu no caso concreto pela extrema fragilidade e sofrimento físico de um dos menores que solicitou auxílio à chegada a Portugal.

O SEF salienta que esta situação enquadra-se num modo de atuação já detetado várias vezes por esta polícia e que consiste na aquisição de bilhete de viagem para destino que permita o trânsito no espaço Schengen, sem necessidade de visto de escala, apresentando-se posteriormente na fronteira nacional indocumentados, solicitando proteção internacional. 

Segundo o SEF, neste tipo de redes, muitas vezes, o principal objetivo é encaminhar os menores para países como França, Bélgica ou Alemanha, para serem utilizados por familiares e terceiros como forma de obtenção de acréscimo de apoios sociais. 

Depois de ter sido presente às autoridades judiciais, o homem detido ficou em prisão preventiva, enquanto um dos menores está hospitalizado e o outro foi encaminhado para uma instituição de acolhimento. 

Os três adultos que viajavam neste grupo foram devolvidos ao país de origem sob escolta. 

O SEF recorda que no ano passado criou equipas especializadas, vocacionadas para uma intervenção integrada ao nível da proteção e acolhimento das vítimas de tráfico de seres humanos no âmbito da prevenção e investigação criminal de especial complexidade como é o tráfico de pessoas.

O SEF garante que existe uma articulação permanente entre os elementos em funções na direção de fronteiras de Lisboa e os elementos da Unidade Anti-Tráfico de Seres Humanos do SEF (UATP), com o apoio de uma Procuradora do Ministério Público, do DIAP de Lisboa, dedicada exclusivamente aos casos detetados no Aeroporto de Lisboa.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas