Escolha as suas informações

Sócrates: Ex-primeiro-ministro passa segunda noite consecutiva detido
Portugal 23.11.2014

Sócrates: Ex-primeiro-ministro passa segunda noite consecutiva detido

O ex-primeiro-ministro, José Sócrates, no interior de um carro da polícia, à saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) no Campus de Justiça, em Lisboa.

Sócrates: Ex-primeiro-ministro passa segunda noite consecutiva detido

O ex-primeiro-ministro, José Sócrates, no interior de um carro da polícia, à saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) no Campus de Justiça, em Lisboa.
LUSA
Portugal 23.11.2014

Sócrates: Ex-primeiro-ministro passa segunda noite consecutiva detido

O ex-primeiro-ministro José Sócrates vai passar a segunda noite consecutiva nas instalações do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em Moscavide, disse hoje à Lusa fonte policial.

O ex-primeiro-ministro José Sócrates vai passar a segunda noite consecutiva nas instalações do Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP, em Moscavide, disse hoje à Lusa fonte policial.

Os restantes três detidos no âmbito do mesmo inquérito, o empresário Carlos Santos Silva, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira e o motorista João Perna, vão regressar ao estabelecimento prisional anexo ao edifício da Polícia Judiciária (PJ), onde já passaram a noite passada, mas ainda se encontravam no TCIC cerca das 22:50.

José Sócrates foi detido no aeroporto de Lisboa na sexta-feira, quando regressava de Paris, e esteve hoje mais de cinco horas no Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), onde deverá regressar no domingo, para ser interrogado pelo juiz Carlos Alexandre.

Antes de ser conduzido ao TCIC, pelas 16:45, Sócrates esteve a acompanhar buscas realizadas pelas autoridades na sua residência em Lisboa.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou hoje as quatro detenções, no âmbito de um inquérito do Ministério Público que corre termos no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e que investiga "suspeitas dos crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção", nomeadamente "operações bancárias, movimentos e transferências de dinheiro sem justificação conhecida e legalmente admissível".

A PGR referiu também que o inquérito "teve origem numa comunicação bancária" feita ao DCIAP e é uma "investigação independente de outros inquéritos em curso, como o Monte Branco ou o Furacão, não tendo origem em nenhum destes processos".

Esta é a primeira vez na história da democracia portuguesa que um antigo primeiro-ministro é detido para interrogatório.

José Sócrates, 57 anos, chefiou o Governo entre 2005 e 2011.


Notícias relacionadas

PGR: Ex-primeiro-ministro José Sócrates detido
O ex-primeiro-ministro José Sócrates foi detido esta sexta-feira no âmbito de um processo em que se investigam crimes de fraude fiscal, refere uma nota da Procuradoria-Geral da República (PGR) emitida esta noite.