Escolha as suas informações

Reino Unido. Portugal só autoriza entradas de residentes e portugueses com teste negativo
Portugal 2 min. 21.12.2020 Do nosso arquivo online

Reino Unido. Portugal só autoriza entradas de residentes e portugueses com teste negativo

Reino Unido. Portugal só autoriza entradas de residentes e portugueses com teste negativo

Foto: AFP
Portugal 2 min. 21.12.2020 Do nosso arquivo online

Reino Unido. Portugal só autoriza entradas de residentes e portugueses com teste negativo

Vários países europeus decidiram restringir ou suspender ligações aéreas e marítimas com o Reino Unido na sequência da descoberta da nova variante de SARS-Cov-2. Conselho Europeu reúne-se hoje, ao mais alto nível político, para discutir resposta.

Na sequência da variante de SARS-Cov-2, identificada no Reino Unido, Portugal decidiu adotar medidas restritivas em relação aos voos provenientes do país.

Segundo anunciaram ontem, em comunicado conjunto, os ministérios da Administração Interna e da Saúde, embora não haja dados que confirmem que a nova variante já circula no país, só será permitida a entrada de portugueses e residentes nos voos que cheguem do Reino Unido e com teste de rastreio feito e resultado negativo. A medida tem efeitos já a partir desta segunda-feira.

"Na sequência da evolução da situação epidemiológica no Reino Unido, o Governo determinou hoje as seguintes medidas, em vigor a partir das 00h00 de dia 21 de dezembro, segunda-feira: apenas são autorizados a entrar em território nacional os passageiros de voos provenientes do Reino Unido que sejam cidadãos nacionais ou cidadãos legalmente residentes em Portugal; estes passageiros têm de apresentar, à chegada a Portugal, comprovativo de realização de teste laboratorial para rastreio da infeção por SARS-CoV-2, com resultado negativo", refere o comunicado, citado pela agência Lusa.

Quem já tiver embarcado sem ter realizado teste antes de chegar a Portugal, será encaminhado, pelas autoridades, para "a realização do referido teste no interior do aeroporto, através de profissionais de saúde habilitados para o efeito", ficando em isolamento, refere o comunicado, que acrescenta que esta medida "será atualizada de acordo com a evolução da situação", 

Este domingo, o Conselho Europeu, reuniu-se por videoconferência para que os 27 países da União Europeia partilhem entre si informações sobre a nova variante de covid-19 detetada no sul do Reino Unido e que já motivou a tomada de medidas unilaterais por parte de vários Estados-membros.

 A reunião por videoconferência aconteceu algumas horas depois de Países Baixos, Bélgica, Itália e, mais tarde, Alemanha e Áustria terem decidido suspender os voos e transportes marítimos provenientes daquele país. A França proibiu a circulação com o Reino Unido por 48 horas.

 Esta segunda-feira, os países da UE reúnem-se, ao mais alto nível político, para coordenar respostas à nova variante do SARS-CoV-2, numa reunião de emergência convocada pela presidência alemã do Conselho.  


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas