Escolha as suas informações

Todos os passageiros terão de mostrar teste negativo à chegada a Portugal
Portugal 29.11.2021
Covid-19

Todos os passageiros terão de mostrar teste negativo à chegada a Portugal

Covid-19

Todos os passageiros terão de mostrar teste negativo à chegada a Portugal

Portugal 29.11.2021
Covid-19

Todos os passageiros terão de mostrar teste negativo à chegada a Portugal

Redação
Redação
A legislação aprovada pelo Governo português exigem que todos tenham que mostrar teste negativo à entrada em Portugal, quer cheguem por via terrestre ou via aérea.

Todos os  cidadãos que cruzarem a fronteira portuguesa terão de apresentar um teste negativo e um certificado (de vacinação, recuperação ou testagem). 


Passageiros dos Açores e Madeira com destino ao continente dispensados de teste negativo
O teste negativo é apenas exigido a passageiros que cheguem a território continental português provenientes de voos internacionais.

A obrigatoriedade é para todas as travessias: viagens aéreas, marítimas (como cruzeiros) ou terrestres (as fronteiras continuam abertas e os controlos serão aleatórios). 

De acordo com os conselhos aos viajante publicados na página da Embaixada de Portugal no Luxemburgo  "a partir de 1 de dezembro, para efeitos de entrada nas fronteiras aeroportuária, terrestre, marítima e fluvial portuguesas, será exigida a todos os viajantes maiores de 12 anos provenientes do Luxemburgo a apresentação de certificado covid U.E., digital ou em papel, com possibilidade de leitura ótica através de um código QR pelo sistema Passe Covid português, apenas na modalidade de certificado de teste (PCR 72 horas ou rápido antigénio 48 horas), ou ainda de comprovativo de teste negativo PCR ou rápido antigénio realizados, respetivamente, nas 72 horas ou 48 horas anteriores à hora de embarque no avião ou da chegada a território nacional". 

Volta a ser obrigatório "o preenchimento do formulário de localização de passageiros (Passenger Locator Form) para os passageiros dos voos e dos navios com destino a Portugal"


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Governo decidiu isentar os recuperados da apresentação de teste negativo, uma vez que estes podem apresentar "falsos positivos" nos seis meses que se seguem à infeção, mesmo já estando recuperados. Esta medida aplica-se às fronteiras aérea, terrestre, marítima e fluvial.