Escolha as suas informações

PS reivindica vitória nas eleições e acredita que vai triunfar em Lisboa
Portugal 26.09.2021
Autárquicas

PS reivindica vitória nas eleições e acredita que vai triunfar em Lisboa

Autárquicas

PS reivindica vitória nas eleições e acredita que vai triunfar em Lisboa

Foto: Lusa
Portugal 26.09.2021
Autárquicas

PS reivindica vitória nas eleições e acredita que vai triunfar em Lisboa

Lusa
Lusa
“De acordo com todos os indicadores, o PS vai voltar a ganhar as eleições autárquicas e constitui-se como a grande referência do Poder Local democrático. É o maior partido nos municípios e nas freguesias”, afirmou José Luís Cardoso.

O secretário-geral adjunto do PS reivindicou hoje vitória do seu partido nas eleições autárquicas, dizendo que irá vencer em número de câmaras e de freguesias, e manifestou-se confiante no quinto triunfo consecutivo em Lisboa.

Esta posição foi transmitida por José Luís Carneiro numa declaração em que também assinalou que a abstenção nas eleições autárquicas deste domingo será inferior àquela que se registou nas eleições presidenciais de janeiro passado.

“De acordo com todos os indicadores, o PS vai voltar a ganhar as eleições autárquicas e constitui-se como a grande referência do Poder Local democrático. É o maior partido nos municípios e nas freguesas”, afirmou.

O “número dois” da direção dos socialistas apontou que o PS “vence pela terceira vez consecutiva, o que é digno de merecer um sublinhado especial”.

Interrogado sobre a situação de empate técnico que segundo as projeções se verifica entre as coligações lideradas pelo PS e pelo PSD em Lisboa, José Luís Carneiro começou por dizer que não pretendia pronunciar-se sobre sondagens.

“Importa destacar que, das seis sondagens conhecidas, o PS ganha em três dos municípios, em dois deles reforçando a sua posição”, disse, numa alusão a Almada e Amadora.

No caso de Lisboa, José Luís Carneiro procurou desvalorizar o resultado da coligação liderada pelo PSD na capital do país. Para o efeito, somou os resultados alcançados pelos sociais-democratas e CDS-PP em 2017.

“Quer o Rui Rio, quer Carlos Moedas, nada trouxeram de significativo ao resultado de 2017. Caso se some o resultado do CDS e do PSD em 2017, verifica-se que se está na ordem dos 32%. O PS, tudo indica, ganhará pela quinta vez consecutiva”, declarou.

O secretário-geral adjunto do PS deixou depois “uma palavra de reconhecimento a Fernando Medina”, presidente da Câmara e recandidato socialista à autarquia.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O PS ganhou, mas perdeu. O PSD perdeu, mas ganhou. O PCP perdeu, mas não desiste, nem renova. O BE ainda não percebeu se ganhou se perdeu. O CDS abandonou o táxi e foi antes à boleia. Pelos intervalos da chuva, o Chega vai consolidando. E, no final, ganhou a abstenção.