Escolha as suas informações

PS critica ausência de Cavaco Silva do 5 de Outubro
Portugal 02.10.2015 Do nosso arquivo online

PS critica ausência de Cavaco Silva do 5 de Outubro

O Presidente da República anunciou hoje que não vai participar nas comemorações do 5 de Outubro

PS critica ausência de Cavaco Silva do 5 de Outubro

O Presidente da República anunciou hoje que não vai participar nas comemorações do 5 de Outubro
Foto: Lusa
Portugal 02.10.2015 Do nosso arquivo online

PS critica ausência de Cavaco Silva do 5 de Outubro

O líder parlamentar do PS considerou hoje uma "vergonha" a ausência do Presidente da República nas cerimónias comemorativas do 5 de Outubro e advertiu que Cavaco Silva, goste ou não, terá de empossar um Governo socialista.

O líder parlamentar do PS considerou hoje uma "vergonha" a ausência do Presidente da República nas cerimónias comemorativas do 5 de Outubro e advertiu que Cavaco Silva, goste ou não, terá de empossar um Governo socialista.

Ferro Rodrigues falava no tradicional almoço da Trindade, antes da descida do Chiado, já quando o fundador do PS e antigo Presidente da República Mário Soares se encontrava na sala.

"Pela primeira vez haverá um Presidente da República que estará ausente das cerimónias do 5 de Outubro - uma coisa abjecta, visto que o chefe de Estado é o Presidente de todos os portugueses e não pode raciocinar como gostando ou não das cerimónias. Estando ausente o Presidente da República, é uma vergonha para Portugal, [e para] o povo português", declarou.

Mas foi mais longe: "Quer o primeiro-ministro, PSD, CDS e Presidente da República gostem ou não, vão ter de dar posse a um Governo com António Costa a primeiro-ministro".

O líder parlamentar do PS considerou também que o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho é o "maior especialista em sonsice política" e um vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, "revoga as suas próprias palavras e compromissos, por exemplo com os contribuintes e com os pensionistas".

"Estes dois senhores fizeram deste Governo um Governo sem carácter. Nunca se viu quererem ganhar as eleições escondendo os seus líderes", apontou.

Cavaco Silva anunciou hoje que não vai participar nas comemorações do 5 de Outubro. "Dado o actual momento político, o PR tem que se concentrar na reflexão sobre as decisões que terá de tomar nos próximos dias. Desta forma, não poderá estar presente na cerimónia comemorativa da Implantação da República", disse fonte oficial de Belém à Lusa.


Notícias relacionadas