Escolha as suas informações

Presidenciais. 246.800 eleitores pediram para votar antecipadamente já no domingo
Portugal 15.01.2021

Presidenciais. 246.800 eleitores pediram para votar antecipadamente já no domingo

Presidenciais. 246.800 eleitores pediram para votar antecipadamente já no domingo

Foto: Manuel Dias
Portugal 15.01.2021

Presidenciais. 246.800 eleitores pediram para votar antecipadamente já no domingo

Lusa
Lusa
O pedido de voto antecipado em mobilidade para as presidenciais de 24 de janeiro é já quatro vezes mais do que para as legislativas de 2019, anunciou esta sexta-feira o Ministério português da Administração Interna.

Até às 23:59 de quinta-feira, fim do prazo para a inscrição no voto antecipado, registaram-se 246.880 eleitores, de acordo com um mapa detalhado com os pedidos, por concelho, publicado pelo MAI.

Nas últimas legislativas, em 2019, 50.638 eleitores votaram antecipadamente, tendo-se inscrito 56.287. Comparando com as legislativas de 2919, o número mais do que quadruplicou para estas presidenciais.

Os portugueses que não puderem votar nas presidenciais em 24 de janeiro podiam pedir, até às 24:00 de quinta-feira, para exercer o seu direito de voto uma semana antes, numa mesa de voto à sua escolha.

O voto antecipado em mobilidade foi alargado por lei aprovada no parlamento e pode ser feito na sede de cada um dos 308 concelhos do país, em vez da sede do distrito, como aconteceu nas eleições europeias e legislativas de 2019.

No dia 17 de janeiro, o eleitor vota na mesa do local escolhido, de acordo com a alteração à lei, aprovada em outubro pela Assembleia da República. E se não votar nesse dia, pode fazê-lo no domingo seguinte.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.994.833 mortos resultantes de mais de 93 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 8.543 pessoas dos 528.469 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para 24 de janeiro e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

A campanha eleitoral começou no dia 10 e termina em 22 de janeiro. Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (BE), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva (RiR), João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Pastel de nata e pouco mais
Há 1.400.000 eleitores portugueses no estrangeiro. Mas a sua participação no processo democrático português é constantemente dificultada – porque a rede consular é irrisória, burocrática, por vezes muito distante; e porque é difícil conseguir votar. Uma crónica de Raquel Ribeiro