Escolha as suas informações

Portugal quer acolher os emigrantes este verão, apesar da pandemia
Portugal 09.05.2020 Do nosso arquivo online

Portugal quer acolher os emigrantes este verão, apesar da pandemia

Portugal quer acolher os emigrantes este verão, apesar da pandemia

Foto: Lusa
Portugal 09.05.2020 Do nosso arquivo online

Portugal quer acolher os emigrantes este verão, apesar da pandemia

AFP
AFP
"O objectivo do Governo é que os emigrantes possam viajar para Portugal este Verão para se reunirem com as suas famílias e, como sempre fizeram", declarou Berta Nunes.

O Governo português declarou sexta-feira que tudo fará para que a sua diáspora visite o país durante as férias de Verão, apesar das restrições impostas para travar a pandemia do coronavírus. 

"O objectivo do Governo é que os emigrantes possam viajar para Portugal este Verão para se reunirem com as suas famílias e, como sempre fizeram, para apoiar a recuperação económica", afirmou em comunicado Berta Nunes,  Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas no Estrangeiro. 

Esta é a segunda vez que Lisboa tem de negar as notícias de que existem obstáculos às visitas dos seus nacionais este Verão, que têm sido amplamente noticiados, particularmente na comunidade portuguesa em França. 


Governo português desmente notícia de proibição de emigrantes visitarem Portugal no verão
O ministério dos Negócios Estrangeiros emitiu um comunicado garantindo que os emigrantes poderão visitar Portugal nas férias.

Mal-entendidos na Páscoa

Antes do fim-de-semana da Páscoa, o Primeiro-Ministro António Costa tinha apelado aos emigrantes - sobretudo aos que vivem em França, na Alemanha e no Luxemburgo - para que não regressassem temporariamente a casa, a fim de travar a pandemia provocada pelo novo coronavírus. Mas este apelo referia-se apenas ao período da Páscoa, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros à AFP na altura. 

Portugal tinha decidido em Março fechar as suas fronteiras com Espanha para turistas e a medida foi prorrogada até 14 de Maio, mas os cidadãos portugueses ainda podem regressar ao seu território. 

Em desconfinamento

O país iniciou na segunda-feira um plano de desconfinamento faseado que deverá durar todo o mês de Maio e o Governo, que planeia restabelecer gradualmente as ligações aéreas, recordou na sexta-feira que o espaço aéreo europeu permaneceu aberto. 


Covid-19. TAP ocupa apenas 2/3 dos lugares nos aviões
Companhia aérea portuguesa retomará os primeiros voos internacionais a partir de 7 de maio.

A companhia aérea TAP Air Portugal retomou, esta semana, dois voos para Londres e Paris. Portugal tem mais de 10 milhões de habitantes e cerca de 2,2 milhões de nacionais a viver em todo o mundo, dos quais 1,5 milhões na Europa. Incluindo os descendentes de emigrantes, esta diáspora ascende a cerca de 5 milhões de pessoas. A epidemia de coronavírus, o país registou até agora 1 126 mortes por Covid-19 e pouco mais de 27 406 casos notificados oficialmente.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Mélissa da Silva (CDS/PP). “Tenho a experiência das discriminações de que são alvo os cidadãos residentes fora do território nacional”
Mélissa da Silva nasceu em Paris, filha de portugueses de Viana do Castelo, há 28 anos. É licenciada em Marketing e Relações Públicas e está a trabalhar na área do marketing. Prefere não expor aspetos da sua vida pessoal. Defende a sua convicção de que é possível fazer muito mais pela comunidade portuguesa no estrangeiro. Para Mélissa da Silva, o fato de ser ela própria filha de emigrantes, e sempre ter vivido entre França e Portugal, dá-lhe uma perspetiva sobre viver no estrangeiro que os outros candidatos não terão. Por falta de disponibilidade para uma conversa telefónica, a candidata do CDS às eleições legislativas do próximo dia 6 de Outubro preferiu dar entrevista por email. Daí as suas respostas serem muito mais sucintas que as dos outros entrevistados, fato a que o Contacto é alheio.