Escolha as suas informações

Portugal. Morreu ex-ministro Jorge Coelho
Portugal 07.04.2021

Portugal. Morreu ex-ministro Jorge Coelho

Portugal. Morreu ex-ministro Jorge Coelho

Foto: LUSA
Portugal 07.04.2021

Portugal. Morreu ex-ministro Jorge Coelho

O ex-dirigente socialista e antigo ministro Jorge Coelho morreu esta tarde na Figueira da Foz, de acordo com a SIC.

Jorge Coelho foi ministro de três pastas nos governos de António Guterres: ministro Adjunto; ministro da Administração Interna; ministro da Presidência e do Equipamento Social. Demitiu-se em 2001 assumindo a responsabilidade pela tragédia da queda da Ponte de Entre-os-Rios.

A partir de 1992, com Guterres na liderança, Jorge Coelho foi secretário nacional para a organização, contribuindo para a vitória eleitoral dos socialistas nas legislativas outubro de 1995. 

O Presidente da República manifestou hoje choque pela notícia da morte do antigo ministro e ex-dirigente socialista Jorge Coelho e recordou o seu "espírito combativo" considerando que, sem nunca exercer a liderança, influenciou a vida do país.

O chefe de Estado referiu que Jorge Coelho "esteve presente na vida pública portuguesa durante três décadas, em várias qualidades: como governante, como parlamentar, como conselheiro de Estado, como dirigente partidário, como analista político e depois, numa fase mais recente, como gestor empresarial".

Também o primeiro-ministro e líder do PS, António Costa, lamentou o desaparecimento do histórico ex-dirigente do partido. Visivelmente abalado, Costa recordou as qualidades de Jorge Coelho enquanto político e cidadão.

O presidente da Assembleia da República e ex-líder socialista também se mostrou chocado com a morte de Jorge Coelho. 

“Recebo, com choque e muita tristeza, a notícia do falecimento de Jorge Coelho, um amigo de há longas décadas. Homem bom e solidário, foi sempre alguém que se bateu por causas, em especial pela democracia e pela igualdade. Foi também um sobrevivente, com quem aprendi a enfrentar as adversidades”, lê-se em nota de Ferro Rodrigues, enviada à agência Lusa.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas