Escolha as suas informações

Portugal. Hospital do SAMS encerra devido a doentes e profissionais infetados
Portugal 22.03.2020

Portugal. Hospital do SAMS encerra devido a doentes e profissionais infetados

Portugal. Hospital do SAMS encerra devido a doentes e profissionais infetados

Portugal 22.03.2020

Portugal. Hospital do SAMS encerra devido a doentes e profissionais infetados

Redação
Redação
Com pelo menos seis médicos infetados pelo novo coronavírus, a atividade no hospital de Lisboa está limitada à assistência aos 26 doentes internados.

 A direção clínica do hospital do SAMS, de Lisboa, decidiu suspender os serviços devido à infeção com o novo coronavírus de doentes e profissionais de saúde, mantendo a atividade hospitalar, apenas para assistência aos 26 doentes que ainda estão internados.

 O Sindicato dos Médicos da Zona Sul anunciou, sexta-feira, à Rádio Renascença que seis médicos deste hospital de Lisboa estavam infetados com o novo coronavírus.

Em comunicado enviado às redações é referido que "mediante a confirmação de doentes e profissionais de saúde dos SAMS infetados com o novo coronavírus" foi decidido o encerramento progressivo dos serviços, "em linha com as orientações das autoridades de saúde".

Assim, em 13 de março foi suspensa "toda a atividade programada, designadamente exames e cirurgias", enquanto na segunda-feira terminaram as consultas e os exames e na quinta-feira o foi encerrado o atendimento permanente do hospital, centro clínico e clínicas.

Assistência aos internados

"Neste momento, a atividade no hospital está estritamente limitada à assistência aos 26 doentes que ainda se mantêm internados. Os profissionais de saúde em funções seguem as recomendações da Direção-Geral da Saúde", é anda assegurado.

Os SAMS lamentam os constrangimentos causados pelo atual contexto que o país enfrenta e "esperam retomar a atividade, logo que a situação regresse à normalidade".

O número exato de profissionais de saúde infetados neste hospital do SAMS não é conhecido publicamente dado que a administração hospitalar respondeu à Lusa que todos os casos são comunicados à Direção-Geral da Saúde, que centraliza a informação.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Cartas à redação: Sistema hospitalar luxemburguês em perigo
O Luxemburgo pode orgulhar-se de possuir um dos melhores sistemas de saúde do mundo, como atestam recentes relatórios. O “Euro Health Consumer Index” situa o país em 6° lugar europeu em 2016 e eleva-o ao 4° no tratamento das doenças cardiovasculares. (...)