Escolha as suas informações

Portugal com mais 4.670 novos infetados, o número mais alto desde 6 de fevereiro
Portugal 01.12.2021
Pandemia

Portugal com mais 4.670 novos infetados, o número mais alto desde 6 de fevereiro

Pandemia

Portugal com mais 4.670 novos infetados, o número mais alto desde 6 de fevereiro

Foto: Julian Stratenschulte/dpa
Portugal 01.12.2021
Pandemia

Portugal com mais 4.670 novos infetados, o número mais alto desde 6 de fevereiro

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Registaram-se também mais 17 mortes por covid-19 e mais oito internamentos nas últimas 24 horas.

Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 17 mortes por covid-19 e 4.670 infetados: um aumento de 1.763 casos face ao número de novos casos do dia anterior e o mais alto registado desde 6 de fevereiro.

Segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde, a maior parte dos novos casos foi diagnosticada na zona Norte (1.438), seguindo-se Lisboa e vale do Tejo (1.401) e zona Centro (1.231).  No que respeita ao número de óbitos, a região Centro foi a que contabilizou mais mortes associadas à covid-19 (6), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo (4), a Madeira (3), o Norte (2) e o Alentejo (1) e o Algarve (1).


Desde hoje e até 9 de janeiro, passa a ser obrigatória a apresentação de teste negativo para entrar no país.
Portugal entrou em estado de calamidade. O que muda a partir de 1 de dezembro
O Governo decidiu apertar as medidas sanitárias nas viagens internacionais e no acesso da atividades de lazer, eventos e turismo. Saiba o que passa a estar em vigor.

Os internamentos também continuam a subir, estando mais oito pessoas hospitalizadas. Atualmente, estão internados 841 doentes com covid-19, 116 dos quais em cuidados intensivos (o mesmo número que ontem).

Por outro lado, mais 2.446 pessoas recuperaram da doença elevando para 1.077.683 o total de recuperados num universo de 1.151.919 infetados, desde que a pandemia começou. Até à data, a covid-19 já matou 18.458 pessoas no país.

Atualmente, existem 55.778 ativos no país, mais 2.207 face ao dia anterior.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas