Escolha as suas informações

População e autarcas de freguesia de Lisboa oferecem-se para fazer obras em esquadra
Portugal 2 min. 13.02.2020

População e autarcas de freguesia de Lisboa oferecem-se para fazer obras em esquadra

População e autarcas de freguesia de Lisboa oferecem-se para fazer obras em esquadra

Foto: Lusa
Portugal 2 min. 13.02.2020

População e autarcas de freguesia de Lisboa oferecem-se para fazer obras em esquadra

Lusa
Lusa
A esquadra da PSP de Carnide foi encerrada a 15 de outubro de 2019, na sequência de um relatório da delegada de saúde, que apontava para a falta de condições de higiene e saneamento.

Moradores e autarcas de Carnide, em Lisboa, realizam na segunda-feira um protesto para exigir as chaves da esquadra da PSP desta freguesia, encerrada em outubro por más condições, disponibilizando-se para realizar as obras necessárias com vista à sua reabertura.

Nas redes sociais foi criado o evento “Mãos à obra pela nossa Esquadra!”, agendado para a próxima segunda-feira, às 18h30, em frente ao edifício que era utilizado pela PSP, durante o qual moradores e autarcas estarão simbolicamente com capacetes de obras, preparados para receber as chaves com vista a poderem, em conjunto, requalificar o imóvel.

Para o evento foram convidados o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, “que é o senhorio do espaço, e o Ministério da Administração Interna (MAI), que era o gestor”, de forma a entregarem as chaves do edifício à população, adiantou o presidente da Junta de Freguesia, Fábio Sousa.

De acordo com o autarca, “o que seria mais justo e aceitável era uma solução tripartida entre a junta, a Câmara e o MAI”, mas o secretário de Estado da Administração Interna disse que “não havia qualquer disponibilidade para fazer as obras”.

“Não havendo disponibilidade do MAI para encontrar essa solução tripartida, então a junta disponibiliza-se, ela própria, com os parceiros locais e os moradores, para fazer as obras para que a esquadra seja aberta”, acrescentou.

A junta tem também agendada uma reunião com a Câmara Municipal de Lisboa sobre este problema para a próxima quarta-feira.

“Sentimos que a câmara está empenhada na reabertura da esquadra. Demonstrou isso, votando por unanimidade uma moção do PCP exigindo a reabertura da esquadra e que o MAI proceda às obras”, salientou.

A esquadra da PSP de Carnide foi encerrada em 15 de outubro pelo MAI na sequência de um relatório da delegada de saúde, que apontava para a falta de condições relacionados com questões de higiene e saneamento.

Anteriormente, a mesma esquadra já tinha estado encerrada devido a uma praga de baratas.

O efetivo policial foi distribuído pelas restantes duas esquadras na freguesia (Padre Cruz e Horta Nova).

Numa resposta escrita enviada então à Lusa, fonte da Direção Nacional da PSP confirmou que o encerramento da esquadra se deveu a um relatório que aponta para a falta de condições do edifício e acrescentava que a esquadra se manteria encerrada “até à realização das obras necessárias”.