Escolha as suas informações

Polícia britânica pediu desculpas à mulher do atleta Ricardo dos Santos
Portugal 08.07.2020

Polícia britânica pediu desculpas à mulher do atleta Ricardo dos Santos

Polícia britânica pediu desculpas à mulher do atleta Ricardo dos Santos

Foto: Lusa
Portugal 08.07.2020

Polícia britânica pediu desculpas à mulher do atleta Ricardo dos Santos

Lusa
Lusa
A comissária da polícia de Londres, Cressida Dick, disse ter sido apresentado um pedido de desculpas à atleta britânica Bianca Williams, pelo 'sofrimento' causado durante uma 'operação stop' que envolveu também o português Ricardo dos Santos.

"Se houver lições a aprender, nós vamos aprendê-las e sobre o algemamento em particular", vincou.A Polícia Metropolitana de Londres tinha anunciado na terça-feira ter pedido voluntariamente um inquérito independente à Agência Independente para a Conduta Policial (IOPC).

 "Registámos este incidente como uma queixa pública. A decisão de se referir à IOPC foi tomada devido ao registo a uma queixa ter sido apresentada e ao significativo interesse público nesse assunto, e agradecemos o exame independente dos factos", referiu em comunicado.

O atleta do Benfica, dos 400 metros, preparava-se para ir para casa, quando, devido ao trânsito e a cinco minutos do local, resolveu mudar o trajeto, com a mulher e o filho bebé no carro, num percurso que acabou em 'perseguição' pela polícia.

No momento em que parou o carro à porta de casa, Ricardo dos Santos e Bianca Williams foram obrigados a sair, num incidente em que o atleta português acusa a polícia de ter tirado os bastões e de o acusar de cheirar a canábis, antes de o algemar.

De acordo com Bianca Williams, especialista dos 200 metros, Ricardo dos Santos já foi parado cerca de 15 vezes desde que adquiriu um carro de marca Mercedes. "É sempre a mesma coisa com o Ricardo. Eles pensam que ele está a conduzir um carro roubado, ou que esteve a fumar canábis. É discriminação racial. A forma como falaram com o Ricardo, como se ele fosse ralé, tivesse feito alguma coisa mal, foi chocante", afirmou ao jornal Sunday Times.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas