Escolha as suas informações

PJ não exclui motivação racial na morte de Bruno Candé
Portugal 28.07.2020

PJ não exclui motivação racial na morte de Bruno Candé

PJ não exclui motivação racial na morte de Bruno Candé

Portugal 28.07.2020

PJ não exclui motivação racial na morte de Bruno Candé

Polícia Judiciária está a investigar o homicídio do ator e mantém diferentes opções em aberto.

A Polícia Judiciária, que investiga o homicídio do ator Bruno Candé, admite a possibilidade de ter havido motivação racial para o crime, mas não descarta outras. A notícia foi avançada na segunda-feira à noite pelo DN e refere, citando fonte policial, que a PJ não exclui a hipótese de motivação racial, mas também ainda não tem elementos que lhe permitam estabelecer, para além da dúvida razoável, se de facto foi esse o móbil do homicida confesso.

No interrogatório desta força policial, a quem compete investigar o crime, ocorrido no sábado, na Avenida de Moscavide, Loures, o homicida, de 76 anos, negou ter morto o ator, de 39, por motivos racistas, alegando que se tratou de uma vingança resultante de uma discussão ocorrida dias antes, por causa da cadela que acompanhava Bruno Candé, e de um suposto empurrão que a vítima lhe terá dado.


Moscavide. Uma freguesia em choque com um homicídio anunciado
Bruno Candé foi baleado este sábado em plena via pública. Autor do homicídio terá ameaçado de morte o jovem dias antes e proferido insultos racistas, mas para já as autoridades não confirmam que tenha sido esse o motivo do crime. Família e comunidade reclamam justiça.

O homicida matou Bruno Candé com quatro tiros à queima-roupa, ao início da tarde, em plena via pública.

A arma utilizada, segundo fonte da PJ, era uma antiga arma policial, desaparecida da PSP nos anos 90.

O homem vai aguardar o julgamento em prisão preventiva e está indiciado por homicídio qualificado e posse de arma proibida.  


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Moscavide. Uma freguesia em choque com um homicídio anunciado
Bruno Candé foi baleado este sábado em plena via pública. Autor do homicídio terá ameaçado de morte o jovem dias antes e proferido insultos racistas, mas para já as autoridades não confirmam que tenha sido esse o motivo do crime. Família e comunidade reclamam justiça.