Escolha as suas informações

Papa Francisco escolhe para cardeal arcebispo português
Portugal 01.09.2019

Papa Francisco escolhe para cardeal arcebispo português

Papa Francisco escolhe para cardeal arcebispo português

Portugal 01.09.2019

Papa Francisco escolhe para cardeal arcebispo português

O arcebispo Tolentino Mendonça vai ser nomeado a 5 de outubro ao lado de Jean-Claude Hollerich e outros 11 eleitos.

O Papa Francisco anunciou hoje, após o angelus, que o arcebispo português Tolentino de Mendonça vai ser nomeado cardeal a 05 de outubro. 

Este português junta-se assim ao arcebispo do Luxemburgo, Jean-Claude Hollerich, que também foi escolhido pelo sumo pontífice para integrar juntamente com outros 11 eclesiásticos, o novo colégio dos cardeais.

O madeirense de 53 anos, torna-se no segundo membro mais jovem do colégio cardinalício, após o cardeal da República Centro-Africana Dieudonné Nzapalainga, de 52 anos.

De acordo com a agência Ecclesia, o arcebispo português que é também o bibliotecário do Vaticano torna-se assim no sexto cardeal português do século XXI e no terceiro a ser designado no atual pontificado.

O madeirense junta-se aos cardeais José Saraiva Martins, Manuel Monteiro de Castro, Manuel Clemente, António Marto e José Policarpo, falecido em 2014.

O consistório para a criação dos novos cardeais está agendado para 05 de outubro.

Em 26 de junho, o vice-reitor da Universidade Católica e diretor da Faculdade de Teologia, José Tolentino de Mendonça, foi indigitado como arquivista e bibliotecário do Vaticano, cargo para o qual lhe foi atribuído o título de arcebispo.

Tolentino de Mendonça ficou a tutelar a mais antiga biblioteca do mundo, substituindo Jean-Louis Bruguès, que assumiu o cargo em 2012.

O jubilo de Marcelo Rebelo de Sousa

O presidente da República já manifestou o mais profundo “jubilo pela elevação do senhor Dom José Tolentino de Mendonça ao cardinalato”, o que no entender de Marcelo Rebelo de Sousa se “traduz no reconhecimento de uma personalidade ímpar, assim como da presença da Igreja Católica na nossa sociedade, o que muito prestigia Portugal”.

Na nota publicada no site da Presidência Portuguesa o presidente adianta que tenciona estar presente na cerimónia de imposição do barrete cardinalício.

Como têm menos de 80 anos, o arcebispo  português e o do Grão-Ducado poderão ainda ser escolhidos cardeais eleitores pelo Papa Francisco, o que significa que irão participar no conclave da eleição do sucessor de Francisco, onde um deles poderá ser o escolhido para ocupar o mais alto cargo da Igreja Católica.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas