Dossier

Os 21 dias que marcaram a crise política no Governo português

Passamos em revista os eventos mais importantes e as declarações que ficaram nestes 21 dias que levaram Portugal a uma profunda crise política, desde a demissão do ministro das Finanças, Vítor Gaspar, à demissão do ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, que se demitiu por discordar da nomeação da sucessora de Gaspar, até à tentativa proposta pelo Presidente da República para um acordo de "salvação nacional" entre PSD, CDS e PS. Os 21 dias em que a Europa, o Mundo e a troika tiverem os olhos postos em Portugal.

Governo português mantém-se: Juros da dívida a cinco abaixo dos 6%

Os juros da dívida soberana de Portugal continuavam hoje a descer em todos os prazos, com os juros a cinco e 10 anos a caírem para níveis abaixo dos 6% e 6,4%, respectivamente, depois de o Presidente da República ter anunciado no domingo a manutenção do actual executivo até ao fim da legislatura.

Imprensa internacional destaca manutenção do Governo e apoio de Cavaco

A manutenção em funções do Governo português e o apoio do Presidente da República à atual coligação são os principais destaques da imprensa internacional de hoje sobre Portugal, na sequência da declaração feita no domingo por Cavaco Silva.

Crise política leva juros da dívida de Portugal a dez anos abaixo dos 7%

Os juros da dívida soberana de Portugal continuavam hoje a descer em todos os prazos em relação a quinta-feira e aos máximos de 12 de julho, com os juros a dez anos fixados abaixo dos sete por cento.

Crise política: Presidente da República mantém Governo em funções

O Presidente da República disse hoje que, não tendo sido possível um compromisso de salvação nacional, a melhor alternativa é a continuação em funções do Governo "com garantias reforçadas de coesão e solidez da coligação partidária até ao final da legislatura".

Cronologia da crise política

Acontecimentos chave da crise política que começou com as demissões de Vítor Gaspar de ministro das Finanças, dia 1 de Julho, e de Paulo Portas de ministro dos Negócios Estrangeiros, no dia seguinte.

Jerónimo de Sousa diz que não há remodelação que legitime o Governo

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, afirmou hoje que não há remodelações que possam disfarçar a falta de legitimidade do actual Governo, voltando a defender a sua demissão e a realização de eleições.

PSD vive "no mundo da lua e numa realidade ficcional", diz líder bloquista

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, acusou sábado o PSD de viver "no mundo da lua e numa realidade ficcional", aludindo às explicações dadas pelo vice-presidente do partido sobre o fracasso nas negociações com o PS.

"Manter política de austeridade é caminho para o abismo”, afirma Seguro

O secretário-geral do PS, António José Seguro, considerou, no sábado à noite, que “a política de austeridade é o caminho para o abismo” e acusou o Governo de estar a fazer mal ao país.

PS interrompe negociações para acordo de salvação nacional, com acusações a PSD e CDS

O secretário-geral do PS acusou sexta-feira à noite o PSD e o CDS de terem "inviabilizado" o acordo de 'salvação nacional' proposto pelo Presidente da República.

Crise política em Portugal causa tensões na bolsa e nos juros da dívida

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, seguia a afundar perto de 6%, com a banca fortemente pressionada, depois da demissão do ministro Paulo Portas e a iminência de uma crise política em Portugal.

Passos Coelho admite novo Conselho Nacional em função da evolução política

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, admitiu ontem à noite a possibilidade de se realizar, proximamente, uma nova reunião do Conselho Nacional social-democrata, extraordinária, em função da evolução da situação política.

Portugal: Maioria "chumba" moção de censura ao Governo

A maioria parlamentar constituída pelos deputados do PSD e do CDS-PP "chumbou" hoje a moção de censura ao Governo apresentada pelo Partido Ecologista "Os Verdes", que contou com os votos favoráveis de PS, PCP e BE.

Governo enfrenta quinta moção de censura hoje no Parlamento

O Governo de maioria PSD/CDS-PP enfrenta hoje no Parlamento uma moção de censura apresentada pelo Partido Ecologista "Os Verdes", a quinta a este executivo e a quarta durante esta sessão legislativa, mas como as anteriores será chumbada.

Crise política: O que os três ex-presidentes pensam da iniciativa de Cavaco Silva

Terça-feira, em lugares e ocasiões diferentes, três ex-presidentes - Ramalho Eanes, Mário Soares e Jorge Sampaio - expressaram a sua opinião sobre a crise política em Portugal e a iniciativa de Cavaco Silva para sair desta.

A semana "quente" do Governo português para tentar ultrapassar a crise política

Portugal inicia hoje uma semana política intensa, com a negociação tripartida (PSD, PS e CDS-PP) para tentar ultrapassar a crise criada com a demissão do ministro dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas.

Sócrates diz que proposta de Cavaco Silva criou uma "balbúrdia nacional"

José Sócrates defendeu domingo à noite na RTP que o PS não pode aceitar um acordo com PSD e CDS-PP sobre as medidas de austeridade, e acusou a iniciativa de Cavaco Silva de ter criado uma "balbúrdia nacional".

Partidos tentam encontrar compromisso de "salvação nacional"

PSD, PS e CDS-PP iniciaram domingo conversações, para as quais fixaram o prazo de uma semana, para encontrar um "compromisso de salvação nacional", como pedido pelo Presidente da República na última quarta-feira.

PS diz que vai votar a favor da moção de censura dos Verdes, na quinta-feira

O líder parlamentar do PS, Carlos Zorrinho, anunciou domingo que os socialistas vão votar a favor da moção de censura anunciada pelo Partido Ecologista "Os Verdes".

Jerónimo ameaça com a moção que vai acabar com o "troca-tintismo" do PS

O secretário-geral do PCP defendeu hoje em Ovar que a moção de censura ao Governo proposta pelo Partido Ecológico "Os Verdes" que será votada na próxima quinta-feira irá "clarificar posições" e acabar com o "troca-tintismo" do PS.

Estado da Nação: Portas aceita pagar "um preço de reputação"

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, afirmou hoje preferir pagar "um preço de reputação" do que não fazer o que deve para "um futuro melhor", reagindo às críticas da oposição, que se referiram ao carácter "irrevogável" da sua demissão do Governo, em que acabou por permanecer.

Governo adia 8ª avaliação da troika para final de Agosto/início de Setembro

O Governo anunciou esta quinta-feira que, face à actual situação política, pediu à ‘troika’ um adiamento da 8.ª avaliação da ‘troika’, que deve ocorrer juntamente com a 9.ª avaliação, para concluir o programa de ajustamento dentro do prazo previsto.

Cavaco propõe compromisso entre PSD, PS e CDS e eleições em 2014

O Presidente da República propôs hoje um "compromisso de salvação nacional" entre PSD, PS e CDS que permita cumprir o programa de ajuda externa e que esse acordo preveja eleições antecipadas a partir de Junho de 2014.

Cavaco Silva fala hoje à noite ao país

O Presidente da República faz hoje uma declaração ao país às 20h30 (21h30 no Luxemburgo), depois de nos últimos dias ter ouvido o primeiro-ministro, os partidos e parceiros sociais, na sequência da demissão do ministro dos Negócios Estrangeiros.

Presidente da República termina ronda de reuniões esta manhã

Cavaco Silva termina hoje a ronda de três dias de reuniões com partidos com assento parlamentar e parceiros sociais, em audiências que acontecem na sequência da crise política em que Portugal mergulhou desde que o ministro dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas anunciou a sua demissão a 2 de Julho.

Presidente da República começa hoje a receber partidos

Cavaco Silva começa hoje a receber os partidos políticos com representação parlamentar, na sequência do pedido de demissão apresentado por Paulo Portas, que abriu uma crise política na terça-feira.

Jerónimo de Sousa pede ao Presidente da República para demitir Governo

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, pediu no domingo ao Presidente da República para assumir as suas responsabilidades e demitir o Governo que “está derrotado” e “já não tem ponta por onde se pegue”.

Paulo Portas proposto para vice-primeiro-ministro, ministra das Finanças mantém-se

Pedro Passos Coelho anunciou hoje ter proposto ao Presidente da República que Paulo Portas assuma o cargo de vice-primeiro-ministro com a responsabilidade pela coordenação das políticas económicas e do relacionamento com a 'troika'. A ministra das Finanças mantém-se.

CGTP protesta hoje em Belém pela realização de eleições

A CGTP realiza hoje uma manifestação junto ao palácio de Belém, em Lisboa, para exigir ao Presidente da República que convoque eleições antecipadas.

S&P avisa que pode cortar rating de Portugal nos próximos 12 meses

A agência Standard and Poor's, que cortou as perspectivas do rating de Portugal para negativo devido à crise política, considera que a probabilidade de baixar a nota atribuída ao país nos próximos 12 meses é superior a um terço.

Governo: Presidente da República recebe CDS-PP, PS e PSD na terça-feira

O Presidente da República vai receber na terça-feira CDS-PP, PS e PSD, depois de já ter agendados para segunda-feira audiências com PCP, BE e Verdes, na sequência do pedido de demissão apresentado por Paulo Portas.

É impossível novo Governo sem Paulo Portas, diz centrista Nobre Guedes

Um novo Governo é “impossível sem Paulo Portas”, disse quinta-feira o militante e ex-ministro centrista Luís Nobre Guedes, apelando ao presidente do CDS-PP para que mude de posição e retire a demissão.

O que se passa no Governo "revolta os portugueses e é intolerável" - Seguro

O secretário-geral do PS, António José Seguro, considerou hoje que a crise política no Governo de coligação PSD/CDS-PP está a revoltar os portugueses e que a situação que se atingiu é já intolerável.

Passos e Portas chegam a acordo

A reunião entre os dois líderes do Governo terminou há poucos minutos. Fontes do Palácio de S. Bento garantem que os dois homens chegaram a acordo.

Reunião entre Passos e Portas terminou, conversações continuam

A reunião entre o primeiro-ministro e líder do PSD e o líder do CDS-PP já terminou mas as conversações continuam em ambiente que foi descrito como "muito positivo" à Lusa por fonte governamental.

Passos Coelho e Portas voltam a reunir-se nesta quinta-feira de manhã

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, e o presidente do CDS-PP e ministro demissionário Paulo Portas, que se encontraram na quarta-feira à noite, voltam a reunir-se nesta quinta-feira de manhã, para tentar encontrar um compromisso para aguentar o executivo no Governo e resolver a crise política em que o país mergulhou desde terça-feira.

Sampaio não acredita em negociações para reformular aliança PSD/CDS

O antigo Presidente da República Jorge Sampaio diz que não acredita na credibilidade das negociações para reformular a actual coligação governamental PSD/CDS-PP, considerando que o país está "numa situação de verdadeira emergência nacional".

Secretário de Estado do CDS Filipe Lobo d'Ávila diz que não vai demitir-se

O secretário de Estado da Aministração Interna, Filipe Lobo d'Ávila, membro do CDS-PP, afirmou hoje que não vai apresentar a demissão, após a "decisão irrevogável" do líder democrata-cristão, Paulo Portas, de sair do Governo.

Cavaco reúne-se esta quinta-feira com Passos Coelho e depois com partidos

O Presidente da República anunciou hoje que vai receber na quinta-feira o primeiro-ministro, na sequência do pedido de demissão apresentado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros Paulo Portas, e seguidamente os partidos com assento parlamentar.

Ministros CDS deverão demitir-se nesta quarta-feira

Esta manhã, as notícias que circulam dão conta de que todos os ministros centristas vão pedir a sua demissão. O que a acontecer vai ainda mais fragilizar o Governo, pode precipitar a sua queda e agudizar ainda mais a crise política em que Portugal mergulhou desde ontem.

Gritos e buzinadelas em Lisboa e no Porto pela demissão do Governo

Cerca de duas centenas de pessoas, ocuparam na noite de terça-feira um quarto da rotunda do Marquês de Pombal, em Lisboa. Os gritos e apelos eram para que o Governo se demitisse, apelando aos condutores que por ali passavam juntassem as buzinadelas dos automóveis ao protesto.

"Não me demito, não abandono o meu país".

Pedro Passos Coelho anunciou hoje que tenciona manter-se como primeiro-ministro, numa declaração ao país, feita na sequência do pedido de demissão de Paulo Portas do cargo de ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.

Paulo Portas apresenta demissão

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, apresentou hoje o seu pedido de demissão ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

Cavaco deu posse a ministra e secretários de Estado com Portas demissionário

O Presidente da República deu hoje posse à nova ministra de Estado e das Finanças e a cinco secretários de Estado, apesar de o ministro e presidente do CDS-PP, Paulo Portas, ter apresentado a demissão.

Vítor Gaspar pediu a demissão três vezes

O primeiro pedido foi em Outubro de 2012, aquando do segundo chumbo do Tribunal Constitucional. O segundo pedido foi aquando do segundo chumbo na primavera de 2013.  Foi-lhe pedido que continuasse até ao fim da sétima avaliação da troika. Agora foi de vez.

Paulo Portas passa a número dois do Governo de Passos Coelho

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, vai passar a número dois do Governo, com a exoneração de Vítor Gaspar, disse à Lusa fonte do gabinete do primeiro-ministro.

Maria Luís Albuquerque é a nova ministra das Finanças de Passos Coelho

O Presidente da República aceitou hoje a exoneração do ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, e a sua substituição por Maria Luís Albuquerque, até agora secretária de Estado do Tesouro, propostas pelo primeiro-ministro.

Vítor Gaspar está de saída do Governo

Vítor Gaspar, o ministro das Finanças de Pedro Passos Coelho está de saída do Governo.

Passos Coelho "sublinha elevado sentido de Estado" de Vítor Gaspar

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, considerou hoje que Vítor Gaspar exerceu as funções de ministro de Estado e das Finanças com "elevado sentido de Estado", agindo "em defesa do interesse nacional", com "total dedicação e lealdade".