Escolha as suas informações

Militar da GNR agredido por grupo de "cerca de 20 pessoas" no Porto
Portugal 20.02.2020

Militar da GNR agredido por grupo de "cerca de 20 pessoas" no Porto

Militar da GNR agredido por grupo de "cerca de 20 pessoas" no Porto

Lusa
Portugal 20.02.2020

Militar da GNR agredido por grupo de "cerca de 20 pessoas" no Porto

Um militar da GNR de Braga foi agredido na terça-feira no Bairro da Pasteleira Nova, no Porto, motivando cuidados hospitalares. Dois suspeitos foram detidos e presentes a tribunal.

O militar da GNR de Braga que foi agredido “por cerca de 20 indivíduos” na última terça-feira no Bairro da Pasteleira Nova, no Porto, teve esta quinta-feira alta hospitalar. 

Segundo a agência Lusa, estaria a decorrer uma diligência no âmbito de um inquérito, juntamente com outro elemento da mesma força, quando a eles se juntaram "cerca de 20 indivíduos” para agredir o militar. Os ferimentos na face  foram o motivo de transporte hospitalar para tratamento. 

Segundo César Nogueira, presidente da Associação dos Profissionais da Guarda, o militar em questão teve sorte graças à “rápida intervenção do colega, que ao disparar para o ar, acabou por dispersar a multidão", descreveu.

"Todos os dias há agressões a elementos da autoridade, nomeadamente a guardas”, afirma. O dirigente sindical afirma que na origem destas agressões está o "sentimento de impunidade que se sente por parte de quem transgride”. Adicionando que os autores destes actos “sentem-se à vontade para poder agredir ou insultar porque sabem que quase nada lhes vai ser aplicado".

Segundo a agência Lusa dois suspeitos foram detidos e presentes a tribunal, tendo ficado sujeitos à medida de coação de apresentações diárias em posto policial. Espera-se que no decurso do inquérito, possam ser identificados mais agressores.