Escolha as suas informações

McDonalds Portugal retira campanha que fazia alusão a massacre para vender gelados
Portugal 31.10.2019

McDonalds Portugal retira campanha que fazia alusão a massacre para vender gelados

McDonalds Portugal retira campanha que fazia alusão a massacre para vender gelados

Portugal 31.10.2019

McDonalds Portugal retira campanha que fazia alusão a massacre para vender gelados

A campanha da McDonalds fazia alusão ao massacre que ocorreu na Irlanda do Norte, conhecido como Bloody Sunday. Inspirados no acontecimento, os U2 criaram a canção Sunday Bloody Sunday e a companhia de fast-food usou cartazes com Sundae Bloody Sundae para promover os gelados da marca.

A McDonalds Portugal foi obrigada a retirar uma polémica campanha que fazia alusão ao massacre que ocorreu na Irlanda do Norte em 1972 e que ficou conhecido como Bloody Sunday [Domingo Sangrento]. O ataque do exército britânico a uma marcha pacífica pelos direitos civis e políticos em Derry provocou 14 mortos, dos quais seis eram menores, e o grupo U2 imortalizou o acontecimento com a canção Sunday Bloody Sunday. 

A McDonalds decidiu promover os seus gelados Sundae durante o Halloween com a frase “Sundae Bloody Sundae” oferecendo um na compra de outro. A campanha foi alvo de muita discussão nas redes sociais depois das imagens terem sido divulgadas no Facebook e no Twitter e a polémica chegou à Irlanda.

Vários utilizadores portugueses e irlandeses contestaram a campanha e questionaram os responsáveis de marketing da empresa norte-americana.



Em comunicado enviado ao Correio da Manhã, a McDonalds confirmou a campanha mas referiu que nunca teve "o intuito de estabelecer qualquer ligação a eventos históricos ou, de alguma forma, insultar alguém". A cadeia de fast-food lamentou ainda "qualquer ofensa que a ativação possa ter causado" e revelou que o material já foi removido dos restaurantes. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.