Escolha as suas informações

Marcelo. "Há que pensar no voto por correspondência para os emigrantes"
Portugal 24.01.2021 Do nosso arquivo online

Marcelo. "Há que pensar no voto por correspondência para os emigrantes"

Marcelo. "Há que pensar no voto por correspondência para os emigrantes"

AFP
Portugal 24.01.2021 Do nosso arquivo online

Marcelo. "Há que pensar no voto por correspondência para os emigrantes"

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Muito cauteloso, o atual Presidente da República diz que ainda é cedo para confirmar a sua vitória. E reforçou o esforço dos emigrantes nestas eleições.

“Vamos ver, vamos ver. Ainda é cedo para conhecer os resultados finais”. É assim, cauteloso e sem querer já cantar vitória, onde as freguesias já apuradas lhe dão mais de 60%, Marcelo Rebelo de Sousa lembra que as freguesias que falta ainda apurar “são numericamente as mais importantes”.

 O candidato voltou a falar da importância dos emigrantes. “As notícias que me estão a chegar da emigração é que houve um esforço significativo” de votação nestas presidenciais.

Voto por correspondência 

“Mas há que pensar no voto por correspondência para os emigrantes”, reafirmou Marcelo Rebelo de Sousa. Para que todos os portugueses residentes no estrangeiro possam votar.

Quanto às freguesias que faltam apurar os resultados o presidente da República lembra que por serem as mais numerosas pode decidir a taxa de abstenção.

Já antes Marcelo tinha lembrado que há que ter em conta também a abstenção da emigração.

E voltou a agradecer aos portugueses o “esforço feito para ir votar”, mesmo em tempo de pandemia.

Marcelo Rebelo de Sousa irá mais tarde deslocar-se à Faculdade de Direito onde fará o seu discurso quando se conhecer os resultados finais de todas as freguesias. Por agora reafirma que “ainda é tudo provisório”. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas