Escolha as suas informações

Marcelo chega de "surpresa" a Portalegre

Marcelo chega de "surpresa" a Portalegre

Foto: LUSA
Portugal 3 min. 09.06.2019

Marcelo chega de "surpresa" a Portalegre

O Presidente da República chegou de “surpresa” a Portalegre, nas vésperas de cumprir o programa oficial das comemorações do 10 de Junho naquela cidade alentejana, com o objetivo de "chamar à atenção" para as questões do interior.

“É chamar à atenção para aqueles `portugais` esquecidos, muitas vezes não são desconhecidos, são conhecidos mas esquecidos e que são tão ou mais importantes do que os `portugais` metropolitanos", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

O presidente da República falava aos jornalistas no sábado à noite, após um concerto da Banda do Exército, no jardim da avenida da Liberdade, em Portalegre, integrado nas comemorações do 10 de Junho, que este ano decorrem naquela cidade e em Cabo Verde.

Entre abraços e as já tradicionais `selfies` com os populares, o chefe de Estado considerou ainda “uma boa notícia” o avanço da construção da Barragem do Pisão, no concelho do Crato, um projeto hidráulico de fins múltiplos.

“Há uma boa noticia para já, que é a barragem (Barragem do Pisão) que vai arrancar. Se for assim ao mesmo ritmo quer dizer que se está finalmente a olhar para aquilo que normalmente se chama os interiores ou o interior”, disse.

Marcelo Rebelo de Sousa, que visitou ainda as atividades militares complementares que estão a decorrer em Portalegre, integradas nas comemorações do 10 de junho, fez questão de sublinhar a forma “calorosa” com que foi recebido pelos populares.

“Muito calorosa, há aqui uma vibração muito patriótica e foi uma noite, eu tive essa felicidade de partilhar com Exercito português e com povo de Portalegre, daquilo que já não é o começo, que começou ontem (sexta-feira), mas que é a continuação da celebração do 10 de Junho que prosseguirá amanhã (hoje) e que revela que o 10 de Julho talvez devesse ter regressado a Portalegre sem esperar 41 anos”, disse.

Além de sublinhar a “grande adesão” dos populares às atividades militares, Marcelo Rebelo de Sousa, deixou ainda no ar que podem vir a surgir “surpresas” no decorrer das comemorações.

“Tem havido uma grande adesão às atividades militares complementares e eu vi hoje (sexta-feira), ao começo da noite, muitas crianças, muitos jovens e até alguns adultos dentro do avião, no veiculo blindado, fazendo a sua experiencia de mergulho e, portanto, isso é uma animação que não vai parar amanhã (hoje), vai continuar nos próximos dias e há surpresas que podem acontecer”, acrescentou.

Já sobre o concerto da Banda do Exército, o chefe de Estado classificou-o como “muito bom”, sustentando tratar-se de um “equilíbrio” entre uma orquestra e uma escolha “muito variada” de programas, com “grande entusiasmo” popular.

Após abandonar o jardim da avenida da Liberdade, o Presidente da República visitou ainda a Igreja do Bonfim naquela cidade alentejana.

Este domingo está agendada a cerimónia do içar da Bandeira Nacional, com a presença do Presidente da República, pelas 10:15, junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra.

Pelas 10:30, o chefe de Estado visita as atividades militares complementares que estão a decorrer na cidade, seguindo-se, pelas 15:00, a inauguração das obras de recuperação, valorização e ampliação do Museu da Tapeçaria de Portalegre - Guy Fino, que envolveram um investimento de 346 mil euros.

O dia termina com um concerto da Banda da Armada, também no palco instalado no jardim da avenida da Liberdade, a partir das 22:00.

Na segunda-feira, 10 de Junho, pelas 11:00, está prevista a cerimónia comemorativa do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, presidida pelo Presidente da República.

Depois das intervenções do presidente da comissão organizadora, o jornalista e colunista João Miguel Tavares, natural de Portalegre, do chefe de Estado e da imposição de condecorações, segue-se o desfile de forças militares na avenida do Movimento das Forças Armadas e avenida Frei Amador Arrais.

Na cerimónia vai estar também presente o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, além, pela primeira vez, de uma representação das Forças Armadas de Cabo Verde no desfile.

Para as 18:00, está marcada a cerimónia militar do arriar da Bandeira Nacional, junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra.

As comemorações do Dia de Portugal em Portalegre terminam, pelas 22:00, novamente com um concerto no jardim da avenida da Liberdade, com a Orquestra Ligeira do Exército.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Açores: Arrancaram comemorações do 10 de junho
As comemorações do 10 de junho, que se prolongam até segunda-feira entre os Açores e os Estados Unidos da América, já começaram em Ponta Delgada, com o Presidente da República e o primeiro-ministro juntos desde o final da tarde.
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa (E) acompanhado pelo presidente do Governo Regional dos Açores Vasco Cordeiro (D) e pelo presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro (C) tiram uma selfie nas comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Ponta Delgada, Açores, 9 de junho de 2018. ANTÓNIO ARAÚJO/LUSA