Escolha as suas informações

Mais de 100 mil cigarros apreendidos em menos de uma semana no aeroporto de Lisboa
Portugal 26.01.2022
Alfândega

Mais de 100 mil cigarros apreendidos em menos de uma semana no aeroporto de Lisboa

Imagem de ilustração
Alfândega

Mais de 100 mil cigarros apreendidos em menos de uma semana no aeroporto de Lisboa

Imagem de ilustração
Photo: Shutterstock
Portugal 26.01.2022
Alfândega

Mais de 100 mil cigarros apreendidos em menos de uma semana no aeroporto de Lisboa

Lusa
Lusa
Um lote de 75 mil cigarros, de diversas marcas, estava escondido em várias malas de porão, procedentes de Guiné-Bissau, que eram transportadas individualmente por três passageiros, dois de nacionalidade portuguesa e um de nacionalidade guineense.

Os serviços da Alfândega apreenderam 75 mil cigarros no aeroporto de Lisboa, anunciou hoje a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), sendo esta a segunda apreensão de tabaco em menos de uma semana, num total de 112.600 cigarros.

Os 75 mil cigarros, de diversas marcas, estavam escondidos em várias malas de porão, procedentes de Guiné-Bissau, que, segundo indica a AT, eram transportadas individualmente por três passageiros, dois de nacionalidade portuguesa e um de nacionalidade guineense. 

A apreensão, que só hoje foi divulgada, aconteceu no dia 21 de janeiro em resultado da seleção das operações efetuada com base “em métodos e técnicas de análise de risco desenvolvidas e implementadas pela AT, na luta contra a fraude, a evasão aduaneira e fiscal e os tráficos ilícitos”. 

 Os cigarros apreendidos serão sujeitos a inutilização, “sob controlo aduaneiro”, refere a AT, acentuando que esta ação permitiu não apenas evitar a perda de milhares de euros, em direitos aduaneiros, IVA e imposto sobre o tabaco, “como também se enquadra no combate à fraude pela defesa da saúde pública e da economia da União Europeia”. 

 Na passada quinta-feira, a AT tinha já divulgado a apreensão de 37.600 cigarros provenientes de países do leste da Europa e com advertências em língua inglesa. Os cigarros chegaram ao aeroporto de Lisboa em 17 de janeiro escondidos em malas de porão de um voo procedente da Letónia e com escala em Itália, “transportadas por dois passageiros de nacionalidade letã com destino a Londres – Reino Unido”.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.