Escolha as suas informações

Maioria dos portugueses quer mudar sistema eleitoral e eleger o seu deputado
Portugal 31.12.2020 Do nosso arquivo online

Maioria dos portugueses quer mudar sistema eleitoral e eleger o seu deputado

Maioria dos portugueses quer mudar sistema eleitoral e eleger o seu deputado

Foto: Lusa
Portugal 31.12.2020 Do nosso arquivo online

Maioria dos portugueses quer mudar sistema eleitoral e eleger o seu deputado

Lusa
Lusa
A sondagem elaborada para a SEDES revela que quase dois terços dos entrevistados, 65,2%, gostariam de poder eleger o seu deputado através de um sistema maioritário.

Mais de metade dos portugueses discordam do sistema eleitoral vigente e gostariam de o mudar para poderem eleger o seu deputado à Assembleia da República, revela um estudo da Eurosondagem para a SEDES a que a Lusa teve acesso.

Questionados sobre o sistema eleitoral proporcional, com círculos eleitorais distritais, 60,3% dos inquiridos responderam que não concordam, 22,5% mostraram-se de acordo e 17,2% disseram ter dúvidas ou não saber/querer responder.

A sondagem elaborada para a SEDES - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social revela que quase dois terços dos entrevistados, 65,2%, gostariam de poder eleger o seu deputado através de um sistema maioritário, contra 20%. À possibilidade de escolha do deputado, 14,8% disse ter dúvidas, não saber/querer responder.

Quando questionados sobre "o melhor sistema para eleger a Assembleia da República", 47,2% disseram preferir um "sistema misto", em que uma parte dos deputados são eleitos em sistema maioritário e outra parte em sistema proporcional, para defender os partidos com menos eleitores.

Só 16,9% dos inquiridos afirmaram preferir o sistema atual, 25% prefere um sistema maioritário e 10,2% tem dúvidas, não sabe/quer responder.

O estudo da Eurosondagem foi realizado entre 18 e 20 deste mês através de 1.033 entrevistas telefónicas validadas para fixos e móveis e tem um erro máximo de 3,05% para um grau de probabilidade de 95%.

A SEDES, atualmente presidida pelo médico socialista Álvaro Beleza, é uma das mais antigas associações do país, tendo comemorado em novembro o seu 50.º aniversário.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Nestas eleições voltou-se a falar dos “desvios” do sistema eleitoral luxemburguês. O LSAP perdeu 2,68% dos votos e ficou sem três deputados, o CSV teve uma queda de quase 5,37% dos votos e teve menos deputados perdidos (2). Já para não falar que os deputados custam muito mais votos aos pequenos partidos que aos grandes. O Contacto simulou o que seria um parlamento num sistema totalmente proporcional.