Escolha as suas informações

Jovem estudante portuguesa morre em acidente na Hungria

Jovem estudante portuguesa morre em acidente na Hungria

Foto: Bikk
Portugal 2 min. 10.05.2019

Jovem estudante portuguesa morre em acidente na Hungria

A vítima tinha 16 anos era estudante de uma escola de Faro e participava num programa de intercâmbio. Outro jovem português foi hospitalizado.

Uma jovem portuguesa de 16 anos morreu e um outro aluno do secundário ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de viação na Hungria, disse esta sexta-feira à Lusa o secretário de Estado das Comunidades.

“Queria confirmar o falecimento de uma portuguesa e um outro ferido em estado grave no seguimento de um acidente grave, a cerca de 70 km da cidade de Budapeste”, avançou José Luís Carneiro.

O secretário de Estado afirmou ainda que a embaixadora portuguesa na Hungria está já a acompanhar de perto o assunto.

A jovem portuguesa que hoje morreu na Hungria integrava um grupo de seis alunos e duas professoras de uma escola de Faro que estavam naquele país num projeto de intercâmbio escolar, disse à Lusa fonte da autarquia.

O acidente rodoviário que vitimou a aluna, de 16 anos, e feriu um rapaz, ocorreu hoje de madrugada em Budapeste, capital da Hungria, quando o grupo se dirigia para o aeroporto a fim de apanhar o avião para Portugal, adiantou o chefe de gabinete do presidente da Câmara de Faro.

Segundo Henrique Gomes, o acidente provocou "ferimentos ligeiros" apenas num rapaz, também aluno do 10.º ano da Escola Secundária Pinheiro e Rosa, em Faro, que sofreu uma fratura na clavícula e se mantém internado numa unidade de saúde local, não havendo registo de mais feridos.

Devido ao sucedido, todas as atividades letivas nos estabelecimentos escolares que pertencem ao Agrupamento de Pinheiro e Rosa estão interrompidas até segunda-feira, acrescentou a mesma fonte.

Os serviços da autarquia "estão a acompanhar de perto toda a situação, quer junto da família, quer junto do estabelecimento escolar, quer junto da Secretaria de Estado das Comunidades", referiu.

A comitiva de oito pessoas estava na Hungria ao abrigo do projeto de intercâmbio escolar Comenius.

O minibus onde seguiam as oito pessoas “foi abalroado por outro veículo”, explicou à Lusa o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, que já falou com os pais da aluna que morreu, tendo apresentado as condolências em nome do Estado português.

Fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades também confirmou à Lusa a origem dos alunos e referiu que ainda não tem informação confirmada sobre a data de regresso dos alunos a Portugal.

A escola onde os alunos estudavam tem “uma imensidão de programas de convívio científico” e o próprio diretor do estabelecimento, Francisco Soares, encontra-se no estrangeiro a acompanhar um desses intercâmbios. Numa curta conversa com o semanário português Expresso, o diretor explica que está na Polónia, a cerca de 400 quilómetros do local do acidente. “Estou emocionalmente muito abalado”, diz, assegurando que está em contacto com os pais dos alunos

O pai do aluno ferido já está a viajar para a capital húngara, enquanto a mãe da vítima mortal também está a ponderar se o fará. “Estamos a tentar tomar a decisão mais racional”, diz o diretor.  

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas