Escolha as suas informações

Incêndios. Forças armadas portuguesas mobilizam 150 militares
Portugal 12.09.2020

Incêndios. Forças armadas portuguesas mobilizam 150 militares

Incêndios. Forças armadas portuguesas mobilizam 150 militares

Foto: Lusa
Portugal 12.09.2020

Incêndios. Forças armadas portuguesas mobilizam 150 militares

Lusa
Lusa
Portugal continental está em situação de alerta devido ao risco de incêndio florestal até ao fim do dia de domingo, tendo a Proteção Civil colocado em alerta vermelho nove distritos.

A Marinha e o Exército mobilizam a partir de hoje 150 militares para ações de vigilância e patrulhamento devido ao risco máximo de incêndio florestal, segundo o Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA).

Em comunicado, o EMGFA indica que estas ações de prevenção vão realizar-se até segunda-feira em 17 distritos de Portugal continental, estando os 150 militares distribuídos por 25 patrulhas diárias, designadamente seis da Marinha e 19 do Exército.

O Estado-Maior-General das Forças Armadas refere que esta mobilização resulta de um pedido feito pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O EMGFA sublinha ainda que estes militares somam-se aos 145 que já se encontram nas mesmas funções em grande parte do território continental, nomeadamente os 108 da Marinha e do Exército em apoio ao Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, 21 do Exército no âmbito de protocolos municipais e em missões de vigilância, dissuasão e sensibilização da população e seis da Força Aérea a operar dois helicópteros que realizam operações de reconhecimento, avaliação e coordenação de outros meios aéreos no combate aos incêndios rurais.

A Força Aérea disponibiliza também 10 militares a operar dois sistemas de aeronaves não tripuladas (‘drones’) com o objetivo de reforçar a capacidade de vigilância aérea e deteção de fogos, em apoio à Guarda Nacional Republicana e ANEPC.

O EMGFA, através dos seus oficiais de ligação aos Comandos Distritais de Operações de Socorro, mantém o acompanhamento, em permanência, do evoluir da situação operacional.

Portugal continental está em situação de alerta devido ao risco de incêndio florestal até ao fim do dia de domingo, tendo a Proteção Civil colocado em alerta vermelho nove distritos, Beja, Castelo Branco, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Portalegre, Setúbal e Santarém, devido ao elevado risco de incêndio.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas