Escolha as suas informações

Incêndios em Aveiro obrigam ao corte da IC2 e outras estradas
Portugal 05.09.2019

Incêndios em Aveiro obrigam ao corte da IC2 e outras estradas

Incêndios em Aveiro obrigam ao corte da IC2 e outras estradas

Foto: AFP
Portugal 05.09.2019

Incêndios em Aveiro obrigam ao corte da IC2 e outras estradas

Em Macinhata do Vouga, Paus em Alquerubim e Mondim de Basto mais de 300 bombeiros combatem as chamas.

No distrito de Aveiro e em Mondim de Baixo mais de 300 bombeiros, nove meios aéreos e 84 viaturas combatem esta tarde três grandes incêndios que já levaram aos corte de vias e de caminhos de ferro. 

Dois grandes incêndios florestais ativos nos municípios de Albergaria-a-velha e de Águeda obrigaram ao corte da IC2, nos dois sentidos, entre Albergaria e Serém de cima, da A25 e da linha ferroviária do Voga, além de outras estradas principais esta tarde. A informação foi dada pelo Centro Distrital de Operações de Socorro ao Jornal de Notícias.

A combater estes fogos encontram-se cerca de 230 bombeiros e cinco meios aéreos. Um dos incêndios está a devastar as florestas de Macinhata do Vouga, Águeda, onde 129 operacionais, apoiados por 40 meios terrestres e quatro helicópteros combatem as chamas.

Em Paus, Alquerubim, Albergaria-a-Velha, o outro incêndio está a ser combatido por 170 operacionais, apoiado por 49 meios terrestres e um meio aéreo.

Incêndio em Mondim de Basto

Em Mondim de Basto, mais de cem bombeiros, apoiados por 25 viaturas e quatro meios aéreos combatiam pelas 14h40 um incêndio em Ponte de Olo, no concelho de Mondim de Basto, adiantou à Lusa fonte da Proteção Civil.

Segundo o Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Vila Real, o incêndio, para o qual foi dado o alerta por volta das 13h20, já teve duas frentes ativas, mas nesta altura tem apenas uma, que está “a começar a ceder aos meios”.

O fogo chegou a ameaçar duas habitações, mas neste momento não se encontra qualquer habitação em risco, assegurou a mesma fonte.

Os mais de cem operacionais, de várias corporações de bombeiros do distrito de Vila Real, estão a ser apoiados por 25 viaturas e quatro meios aéreos, dois ligeiros e dois médios, explicou ainda.