Escolha as suas informações

Incêndios. Casal de idosos morre em Murça num carro que ficou carbonizado
Portugal 18.07.2022
Fogos

Incêndios. Casal de idosos morre em Murça num carro que ficou carbonizado

Fogos

Incêndios. Casal de idosos morre em Murça num carro que ficou carbonizado

Foto: Patrícia de Melo Moreira/AFP
Portugal 18.07.2022
Fogos

Incêndios. Casal de idosos morre em Murça num carro que ficou carbonizado

Lusa
Lusa
A GNR está a investigar as circunstâncias do acidente.

Um casal com mais de 80 anos foi encontrado morto esta segunda-feira, dentro de uma carro que se tinha despistado, na aldeia de Penabeice, no concelho de Murça, revelou à Lusa o presidente da Câmara de Murça.

Segundo Mário Artur Lopes, o acidente deu-se “numa zona queimada e o carro estava carbonizado”.

O casal sofreu “um despiste seguido de capotamento”, disse a Proteção Civil, remetendo mais explicações para a investigação em curso, a cargo da GNR.

“O que sabemos é que foi um acidente rodoviário, portanto, um despiste seguido de capotamento. Neste momento, a GNR está no local a fazer a recolha e a apurar as circunstâncias factuais em que o acidente se deu", afirmou o comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), André Fernandes, no briefing desta noite realizado na sede da ANEPC, em Carnaxide, Oeiras.

Fogos fazem três vítimas mortais


Portugal Continental está em situação de contingência até domingo devido às previsões meteorológicas.
Situação dos incêndios em Portugal "ainda é extrema" e está a ser "avaliada"
O Governo decide, no domingo, se mantém a situação de contingência por causa dos incêndios e vaga de calor por mais alguns dias ou adota um nível de alerta mais baixo.

Questionado sobre mais informações relativas à morte das duas pessoas, o responsável reiterou que a GNR está no terreno e sublinhou que os meios operacionais foram disponibilizados para o incêndio de Murça, no distrito de Vila Real.

“Lamentamos essas duas vítimas. É uma zona onde o incêndio se estava a desenvolver, mas estão todos os meios operacionais no terreno, nomeadamente a GNR a fazer essa validação para termos a certeza das circunstâncias em que o acidente se deu”, frisou, acrescentando: “Estão a fazer neste momento essa investigação. Quando houver dados, serão públicos”.

André Fernandes incluiu estes dois mortos no balanço das vítimas mortais registadas no âmbito dos incêndios desde 7 de julho, elevando o total para três, depois da morte de um piloto na sexta-feira, após a queda da aeronave em que seguia.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.