Escolha as suas informações

Hoje: Cerca de 30 manifestantes reivindicaram melhor serviço no Consulado de Londres
Portugal 2 min. 28.02.2015

Hoje: Cerca de 30 manifestantes reivindicaram melhor serviço no Consulado de Londres

Hoje: Cerca de 30 manifestantes reivindicaram melhor serviço no Consulado de Londres

Guy Jallay
Portugal 2 min. 28.02.2015

Hoje: Cerca de 30 manifestantes reivindicaram melhor serviço no Consulado de Londres

Cerca de 30 pessoas manifestaram-se hoje em frente ao Consulado Geral de Portugal em Londres para reivindicar um melhor serviço aos emigrantes.

Cerca de 30 pessoas manifestaram-se hoje em frente ao Consulado Geral de Portugal em Londres para reivindicar um melhor serviço aos emigrantes.

Os organizadores do protesto, que recolheram assinaturas para juntar a uma carta dirigida ao ministro dos Negócios Estrangeiros a ser entregue à consulesa Joana Gaspar na segunda-feira, queixaram-se da comparência pouco numerosa.

"Lamentam-se todos os dias na Internet porque não conseguem ser atendidos, mas no dia em que nos devíamos juntar não aparecem", criticou Ricardo Santos, um dos promotores do protesto, organizado pelo grupo Migrantes Unidos.

Junto à entrada do Consulado, que hoje estava encerrado por ser fim de semana, foram afixados cartazes e faixas onde se lia: "O Consulado não serve os portugueses", "Os emigrantes merecem melhor" e "Exigimos melhores serviços".

Paula Garcia, uma portuguesa que reside no Reino Unido há cerca de 20 anos, referiu ser "do tempo em que o Consulado era em Knightsbridge", de onde o posto saiu em 2004 para o atual edifício, em Portland Place.

"Antes havia filas enormes à porta. Mudaram de local, mas não vejo melhoras", lamentou, referindo-se aos vários meses de espera necessários até obter uma marcação de atendimento, a única forma de conseguir, por exemplo, renovar os documentos de identificação.

O conselheiro das Comunidades Portuguesas, António Cunha, afirmou ser "uma humilhação" a forma como os utentes têm muitas vezes de pedir para conseguirem ver os seus assuntos resolvidos, como um simples registo de nascimento.

"Estive na segunda-feira com o secretário de Estado [das Comunidades Portuguesas, José Cesário] e a primeira coisa que ele me perguntou foi se este ano ia haver festa do Dia de Portugal!", revelou, acusando o Governo de desprezar as dificuldades dos emigrantes.

José Cesário admitiu que o Consulado tem insuficiência de funcionários e que o reforço de quatro trabalhadores já a partir de março não basta para solucionar as demoras no atendimento.

"Eu admito que ainda não venha a resolver a totalidade dos problemas. Admito que, a prazo, seja preciso reforçar ainda mais este Consulado", afirmou o governante após uma visita ao posto, alegando a falta de orçamento para contratar mais funcionários.

 


Notícias relacionadas