Escolha as suas informações

Greve: Site mostra postos mais próximos para abastecer o seu carro
Portugal 2 min. 08.08.2019

Greve: Site mostra postos mais próximos para abastecer o seu carro

Greve: Site mostra postos mais próximos para abastecer o seu carro

LUSA
Portugal 2 min. 08.08.2019

Greve: Site mostra postos mais próximos para abastecer o seu carro

Se estiver de férias em Portugal pode consultar este mapa que também indica se ainda há combustível disponível em cada posto da rede.

Um ‘site’ que permite identificar os postos de combustível da rede de emergência e a sua disponibilidade foi já lançado, divulgaram as plataformas Waze e Vost.pt, nas vésperas da greve dos motoristas que deverá começar na segunda-feira, dia 12 de agosto. 

Caso não seja desconvocada esta paralisação ameaça transformar Portugal num caos, a começar pela falta de combustível e de bens alimentares que deverão mesmo passar a ser racionados a partir do terceiro dia de greve.

“O que nós fizemos foi identificar todos os postos que vão funcionar com um sistema de REPA [Rede de Emergência de Postos de Abastecimento] e REPA SOS [para veículos prioritários], para o caso desta paralisação dos motoristas de mercadorias e matérias perigosas”, disse à Lusa António Antunes, da Waze.

A informação estará disponível em https://janaodaparaabastecer.vost.pt/, e também dentro da aplicação Waze.


“Assim torna-se mais fácil para que os utilizadores, no seu dia-a-dia, encontrem mais facilmente os postos que estão disponíveis para fazer a venda de combustível caso a paralisação dos motoristas avance”, considerou o responsável.

O ‘site’ vai também indicar se ainda estará disponível combustível em cada posto da rede de emergência.

“Iremos depois indicar se esses postos de combustível, caso isso chegue a um extremo, têm ou não têm combustível, ou se já esgotaram o combustível. Isso é uma informação que é importante, as pessoas escusam de fazer fila ou deslocarem-se para um posto que já está fechado”, disse.

António Antunes assegura que desta forma é possível “coordenar melhor a deslocação das pessoas na cidade e quem está fora da cidade, nos outros locais do país”.

O Governo decretou na quarta-feira serviços mínimos entre 50% e 100% para a greve dos motoristas de mercadorias que se inicia na segunda-feira, por tempo indeterminado.

Os serviços mínimos serão de 100% para abastecimento destinado à REPA – Rede de Emergência de Postos de Abastecimento, portos, aeroportos e aeródromos que sirvam de base a serviços prioritários, bem como para abastecimento de combustíveis para instalações militares, serviços de proteção civil, bombeiros e forças de segurança.

Para abastecimento de combustíveis destinados a abastecimento dos transportes públicos foram decretados serviços mínimos de 75% e nos postos de abastecimento para clientes finais os serviços mínimos são de 50%.

Também na quarta-feira o Governo decretou, preventivamente, estado de emergência energética, no âmbito do pré-aviso de greve, permitindo a constituição da REPA, com 54 postos prioritários e 320 postos de acesso público.

A greve foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) e pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM), que acusam a associação patronal Antram de não querer cumprir o acordo assinado em maio, que prevê uma progressão salarial.

 Lusa


Notícias relacionadas

Motoristas: Proteção Civil avalia situação duas vezes por dia
Sem querer indicar qual será a dimensão do dispositivo de forças de segurança que estará no terreno no âmbito da resposta à greve dos motoristas de matérias perigosas, que se inicia segunda-feira, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, frisou que é “uma resposta proporcional e adequada”.