Escolha as suas informações

Governo Regional decreta luto de três dias no arquipélago
Portugal 18.04.2019

Governo Regional decreta luto de três dias no arquipélago

Governo Regional decreta luto de três dias no arquipélago

Foto: AFP
Portugal 18.04.2019

Governo Regional decreta luto de três dias no arquipélago

A bandeira da região será colocada a meia haste em todos os serviços públicos regionais e nas entidades do setor público empresarial da Região Autónoma da Madeira.

(Notícia atualizada a 18 de abril de 2019, às 09:14)

O Governo da Madeira decretou três dias de luto regional, a partir de quinta-feira e até sábado, na sequência do acidente com um autocarro turístico, que provocou 29 mortos e 28 feridos.

“O Governo Regional reuniu-se hoje, extraordinariamente, tendo deliberado pelo decretar de luto regional durante três dias, a partir de amanhã [quinta-feira], devido ao trágico acidente ocorrido neste final de tarde, no Caniço”, lê-se num comunicado enviado às redações pelo Gabinete da Presidência do Governo Regional da Madeira.

Segundo o texto, “considerando os trágicos acontecimentos ocorridos hoje na freguesia do Caniço, no concelho de Santa Cruz, do qual resultaram 28 vítimas mortais e 28 feridos, segundo a última informação oficial”, o Conselho do Governo, reunido em plenário e ao abrigo do Estatuto Político-Administrativo da Região Autónoma Madeira “resolveu decretar luto regional nos dias 18, 19 e 20 de abril”.

O comunicado indica que nestes dias a “bandeira da região deve ser colocada a meia haste em todos os serviços públicos regionais e nas entidades do setor público empresarial da Região Autónoma da Madeira”.

“A presente resolução entra em vigor no dia a seguir ao da sua aprovação. Ou seja, a partir de amanhã [quinta-feira], inclusive”, acrescenta o Governo Regional madeirense.

Segundo o último balanço, pelo menos 29 pessoas morreram e 28 ficaram feridas no acidente com um autocarro que transportava turistas alemães em Santa Cruz, na Madeira, segundo o serviço de proteção civil regional.

As vítimas mortais são todas alemãs, havendo 11 homens e 18 mulheres entre os mortos.

Lusa


Notícias relacionadas