Escolha as suas informações

Gabinete de apoio aos milhares de emigrantes: Paris terá primeiro "espaço do cidadão" português
Portugal 2 min. 12.06.2016 Do nosso arquivo online

Gabinete de apoio aos milhares de emigrantes: Paris terá primeiro "espaço do cidadão" português

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, presidem às comemorações do dia de Portugal e às festas de Santo António, com comunidade portuguesa em França.

Gabinete de apoio aos milhares de emigrantes: Paris terá primeiro "espaço do cidadão" português

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, presidem às comemorações do dia de Portugal e às festas de Santo António, com comunidade portuguesa em França.
Foto: Lusa
Portugal 2 min. 12.06.2016 Do nosso arquivo online

Gabinete de apoio aos milhares de emigrantes: Paris terá primeiro "espaço do cidadão" português

O primeiro-ministro português, António Costa, anunciou hoje que vai inaugurar na próxima sexta-feira, dia 18, o primeiro "espaço do cidadão" em Paris, onde os portugueses poderão tratar de 60 serviços, desde a carta da condução ao registo criminal.

O primeiro-ministro anunciou hoje que vai inaugurar no próximo sábado, dia 18, o primeiro "espaço do cidadão" em Paris, onde os portugueses poderão tratar de 60 serviços, desde a carta da condução ao registo criminal.

António Costa fez este anúncio no palco da festa portuguesa da Rádio Alfa, que anualmente junta milhares de pessoas, nos arredores de Paris, onde também estavam o Presidente da República, o ministro da Defesa, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, e deputados eleitos pela emigração.

"No próximo dia 18, eu e o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas teremos a oportunidade de inaugurar aqui em Paris o primeiro espaço do cidadão, onde será possível tratar directamente com mais de oito entidades diferentes em Portugal", declarou, recebendo palmas da assistência.

António Costa acrescentou que nesse espaço os cidadãos portugueses poderão tratar de "mais de 60 serviços diferentes, sem terem de ir a Portugal, desde a carta de condução ao registo criminal, para que seja cada vez menos difícil ser português fora de Portugal".

Em seguida, o primeiro-ministro comunicou aos emigrantes e luso-descendentes que durante esta visita a Paris o Presidente francês, François Hollande, "teve a oportunidade de dizer que considera prioritário investir no ensino da língua portuguesa", considerando-a "uma língua global", e não apenas para os portugueses.

"E isso é um passo de gigante para o ensino do português aqui em França", considerou.

No dia 18, o primeiro-ministro, António Costa, assistirá ao jogo de Portugal contra a Áustria, precisamente em Paris.

No final deste discurso, o primeiro-ministro pediu aos portugueses residentes França que apoiem a selecção nacional de futebol para que esta sinta que "está a jogar em casa" no Euro 2016 e manifestou-se confinante numa boa prestação de Portugal.

"Essa selecção vai estar aqui durante um mês a bater-se até chegar à final", vaticinou. "E é em casa que vai ganhar", rematou.

António Costa afirmou que esta visita conjunta com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa a Paris, demonstra que partilham "uma preocupação fundamental: estar cada vez mais próximo das comunidades portuguesas valorizar cada vez mais as comunidades portuguesas".

 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Mélissa da Silva (CDS/PP). “Tenho a experiência das discriminações de que são alvo os cidadãos residentes fora do território nacional”
Mélissa da Silva nasceu em Paris, filha de portugueses de Viana do Castelo, há 28 anos. É licenciada em Marketing e Relações Públicas e está a trabalhar na área do marketing. Prefere não expor aspetos da sua vida pessoal. Defende a sua convicção de que é possível fazer muito mais pela comunidade portuguesa no estrangeiro. Para Mélissa da Silva, o fato de ser ela própria filha de emigrantes, e sempre ter vivido entre França e Portugal, dá-lhe uma perspetiva sobre viver no estrangeiro que os outros candidatos não terão. Por falta de disponibilidade para uma conversa telefónica, a candidata do CDS às eleições legislativas do próximo dia 6 de Outubro preferiu dar entrevista por email. Daí as suas respostas serem muito mais sucintas que as dos outros entrevistados, fato a que o Contacto é alheio.
Juncker partiu vidro de janela do consulado português no Luxemburgo
Mais um insólito de Jean-Claude Juncker. O presidente da Comissão Europeia revelou no debate desta quarta-feira com o primeiro-ministro português António Costa, no Parlamento Europeu, que partiu à pedrada o vidro de uma janela do consulado português no Luxemburgo, quando era jovem e em protesto contra a ditadura.
Jean-Claude Juncker durante o debate com António Costa.