Escolha as suas informações

"Frio e fome". Jovens migrantes chegam a Monte Gordo num bote de madeira
Portugal 11.12.2019

"Frio e fome". Jovens migrantes chegam a Monte Gordo num bote de madeira

"Frio e fome". Jovens migrantes chegam a Monte Gordo num bote de madeira

Foto: Lusa
Portugal 11.12.2019

"Frio e fome". Jovens migrantes chegam a Monte Gordo num bote de madeira

Migrantes têm entre 16 e 20 anos. São todos homens. Dizem ter nacionalidade marroquina.

Saíram do norte de África numa embarcação de madeira com sete metros de comprimento e chegaram ao Algarve esta manhã com sinais de princípio de hipotermia. 

No local "no âmbito de uma ação de fiscalização", a Polícia Marítima ter-se-à dirigido ao areal da praia de Monte Gordo "por via marítima e terrestre". Interceptou "oito pessoas, do sexo masculino, nas dunas da praia de Monte Gordo", confirma o comunicado que a autoridade Marítima fez chegar às redações. 

Ao Público, o comandante da Polícia Marítima Fernando Pereira da Fonseca diz que os jovens foram levados para o comando local da Polícia Marítima de Vila Real de Santo António, onde terão sido "alimentados e tratados porque tinham fome e frio". 

Serão marroquinos e têm entre 16 e 20 anos. Sem elementos suficientes, as autoridades ainda não conseguiram confirmar nenhuma das informações concedidas pelos oito jovens. O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi chamado para apurar as circunstâncias do caso. 

Já em 2007, um barco com 23 migrantes foi interceptado em Olhão quando se dirigia para Espanha. A embarcação esteve à deriva durante quatro dias antes de dar à costa.



Notícias relacionadas