Escolha as suas informações

Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada
Portugal 11.08.2017 Do nosso arquivo online
Incêndios

Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

Incêndios

Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

Foto: AFP
Portugal 11.08.2017 Do nosso arquivo online
Incêndios

Fogos provocam 19 feridos em Abrantes e quatro na Mealhada

O incêndio em Abrantes, no distrito de Santarém, fez um total de 19 feridos leves, já o fogo que lavra na Mealhada, em Aveiro, provocou três vítimas civis e um bombeiro, todos feridos ligeiros, informou hoje a Proteção Civil.

O incêndio em Abrantes, no distrito de Santarém, fez um total de 19 feridos leves, já o fogo que lavra na Mealhada, em Aveiro, provocou três vítimas civis e um bombeiro, todos feridos ligeiros, informou hoje a Proteção Civil.

“No incêndio em Abrantes, temos um total identificado de 19 feridos leves, portanto nada de grave. São ferimentos ligeiros: entorses, quedas, algumas inalações de fumo”, avançou a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) Patrícia Gaspar, indicando que “algumas destas vítimas acabaram por ser assistidas apenas no teatro de operações e puderam rapidamente retomar a sua atividade”.

Já o fogo que “está muito ativo” no concelho da Mealhada, no distrito de Aveiro, provocou três vítimas civis e um bombeiro, todos feridos ligeiros.

A Proteção Civil destacou hoje, pelas 19:00, a ocorrência de cinco fogos que lavram nos distritos de Santarém, Aveiro, Coimbra, Lisboa e Viseu, indicando que foi necessário fazer “defesas perimétricas” para proteção das aldeias e das populações afetadas.

A adjunta de operações da ANPC lembrou ainda o acidente que ocorreu durante as operações de combate ao incêndio com “uma aeronave, um avião médio anfíbio Fire Boss, integrado no dispositivo especial de combate aos incêndios, que embateu nos cabos de média tensão”, referindo que fruto desta situação o avião “teve de proceder a uma aterragem de emergência no centro de meios aéreos de Proença-a-Nova, felizmente sem ferimentos para o piloto, que saiu ileso, mas tendo a aeronave ficado inoperativa”.

A Proteção Civil não tem ainda informação do que é que esteve na origem do acidente com esta aeronave, mas assegurou que “todos os pormenores associados ao que aconteceu esta tarde serão avaliados e serão investigados pelas autoridades competentes, designadamente o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos”.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O incêndio que deflagrou ontem, segunda-feira, no concelho do Fundão provocou queimaduras em duas pessoas, que estão ainda em avaliação, e ferimentos ligeiros numa bombeira, disse à Lusa fonte da Proteção Civil. Também quatro bombeiros ficaram feridos, na Serra da Gardunha.
Bombeiros durante o combate a um incêndio em Castelo, Mação, 26 de julho de 2017. Estão envolvidos no combate ao incêndio 1126 bombeiros, 358 viaturas e 10 meios aéreos. NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA
Quase 400 bombeiros, apoiados por seis meios aéreos, combatem hoje três incêndios florestais nos distritos da Guarda, Coimbra e Aveiro, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).
(FILES) This file photo taken on May 7, 2016 shows flames and smoke rising off Highway 63 outside Fort McMurray, Canada.
Mandatory evacuation orders were issued for some 20 oil sands camps and facilities in Canada's Alberta province due to smoke and flames from the Fort McMurray wildfire, regional emergency officials said May 17, 2016. The evacuation orders, which affect some 8,000 people, were issued late Monday (0200 GMT Tuesday) for a region between Fort McMurray and a few kilometers south of the town of Fort MacKay, officials said.

 / AFP PHOTO / Cole Burston/