Escolha as suas informações

Famílias portuguesas podem poupar até 161 euros em eletricidade
Portugal 2 min. 31.10.2019

Famílias portuguesas podem poupar até 161 euros em eletricidade

Famílias portuguesas podem poupar até 161 euros em eletricidade

Portugal 2 min. 31.10.2019

Famílias portuguesas podem poupar até 161 euros em eletricidade

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) afirma que "existem poupanças significativas no mercado liberalizado", face ao mercado regulado, exemplificando que os consumidores podem poupar até 161 euros por ano no contrato de eletricidade.

"O Boletim de Ofertas Comerciais de Eletricidade, relativo ao terceiro trimestre de 2019, que a ERSE hoje divulga no âmbito do Dia Mundial da Poupança, conclui que existem poupanças significativas no mercado liberalizado (5,2 milhões de consumidores), comparativamente ao mercado regulado (cerca de 1,0 milhão de consumidores)", indica o regulador num comunicado hoje divulgado.

A ERSE adianta que a análise que foi realizada com base nas ofertas de eletricidade e em três consumidores tipo (casal sem filhos, casal com dois filhos e casal com quatro filhos), representativos do segmento residencial, estima poupanças anuais no contrato de eletricidade até 161 euros.

E a entidade reguladora adianta que "as poupanças possíveis no mercado liberalizado são superiores no caso de contratos duais de eletricidade e gás natural (até 204 euros por ano), quando comparados com contratos [apenas] de eletricidade (até 161 euros por ano)".

Segundo a ERSE, as poupanças anuais no mercado liberalizado podem representar entre 5% a 7% face à oferta do mercado regulado, em termos relativos.

No estudo hoje divulgado, a ERSE conclui, considerando as ofertas duais, que quatro comercializadores apresentaram, no terceiro trimestre, um preço mais competitivo do que a tarifa regulada ao consumidor tipo 1, composto por um casal sem filhos, sendo a oferta comercial 'dual' com menor fatura anual a da GoldEnergy (Dual ACP), com um valor de 575 euros por ano, que corresponde a um desconto de 6% e uma poupança de 36 euros por ano em relação à tarifa regulada.

Já para um casal com dois filhos, conclui o regulador, existiram quatro comercializadores com ofertas duais mais competitivas que a tarifa regulada, sendo também a menor fatura anual a da GoldEnergy (Dual ACP), com um valor de 1.325 euros por ano, correspondente a um desconto de 6% e poupança de 83 euros por ano em relação à tarifa regulada.

Para um casal com quatro filhos, o terceiro consumidor tipo estudado, dos seis comercializadores quatro apresentaram um preço mais competitivo do que a tarifa regulada, sendo a menor fatura anual a da EDP Comercial (Gás + Eletricidade - Desconto de Amigo), com um valor de 2.674 euros por ano, que corresponde a um desconto de 7% e a uma poupança de 204 euros por ano em relação à tarifa regulada.

No terceiro trimestre deste ano existiam 19 comercializadores com ofertas de eletricidade e seis comercializadores com ofertas duais, existindo 122 ofertas de eletricidade para o consumidor tipo com dois filhos e 69 ofertas duais para os consumidores sem filhos e com dois filhos.

"O consumidor tipo 3 [casal com quatro filhos] tem um número mais reduzido de ofertas comerciais, com 119 ofertas de eletricidade e 68 ofertas duais", conclui o regulador.

Desde janeiro de 2018 que os consumidores de eletricidade podem regressar ao mercado regulado caso o seu comercializador do mercado liberalizado não disponibilize uma oferta com preços iguais à tarifa regulada.

Lusa


Notícias relacionadas