Escolha as suas informações

Estivadores do mundo inteiro em campanha de apoio aos estivadores de Lisboa
Portugal 09.10.2020

Estivadores do mundo inteiro em campanha de apoio aos estivadores de Lisboa

Estivadores do mundo inteiro em campanha de apoio aos estivadores de Lisboa

Portugal 09.10.2020

Estivadores do mundo inteiro em campanha de apoio aos estivadores de Lisboa

Lusa
Lusa
A organização mundial de estivadores - IDC, International Dockworkers Council -, lança esta sexta-feira uma campanha de solidariedade mundial com cerca de 150 estivadores do porto de Lisboa, que considera terem sido “ilegalmente afastados” dos seus postos de trabalho.

“O IDC decidiu lançar uma campanha internacional de apoio económico, que permita aos 150 estivadores de Lisboa prosseguirem a luta pela recuperação dos postos de trabalho da A-ETPL (Associação – Empresa de Trabalho Portuário de Lisboa)”, revelou fonte da organização mundial de estivadores à agência Lusa.

A mesma fonte adiantou que a comunicação interna enviada hoje a cerca de 200 mil estivadores de todo o mundo, salienta que há 150 trabalhadores do Porto de Lisboa “em greve desde o passado mês de fevereiro e que foram ilegalmente despedidos em março de 2020”.

A fonte do IDC referiu ainda que “o processo de insolvência da A-ETPL foi de tal forma culposo que o próprio representante do Estado português se prepara para avançar com um pedido de indemnização cível contra os responsáveis patronais".

“Estamos certos de vir a recuperar cada um dos postos de trabalho, mas a verdade é que o tempo da justiça não acompanha o tempo da vida dos trabalhadores e das suas famílias”, acrescentou.

Os 150 trabalhadores, alegadamente despedidos de forma ilegal, são representados pelo SEAL, Sindicato dos Estivadores e Atividade Logística, e detêm cerca de 95% dos créditos da A-ETPL.

Na próxima assembleia de credores, no âmbito do processo de insolvência a correr no Tribunal do Comércio de Lisboa, os estivadores despedidos preparam-se para votar, e aprovar, um plano de recuperação da empresa, que, entretanto, deverá ser apresentado pelo novo Administrador de Insolvência.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Empresa impede entrada de estivadores no Porto de Lisboa
Trabalhadores portuários que estão em greve até 13 de abril tentavam aceder ao Porto de Lisboa para garantir a movimentação de cargas de bens essenciais quando o país está em estado de alerta mas a sua entrada foi barrada pela empresa insolvente.