Escolha as suas informações

Empate Medina/Moedas. A grande surpresa do começo da noite
Portugal 2 min. 26.09.2021
Câmara de Lisboa

Empate Medina/Moedas. A grande surpresa do começo da noite

Câmara de Lisboa

Empate Medina/Moedas. A grande surpresa do começo da noite

Foto: Lusa
Portugal 2 min. 26.09.2021
Câmara de Lisboa

Empate Medina/Moedas. A grande surpresa do começo da noite

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
As autárquicas são as eleições das surpresas. Em Lisboa, onde as últimas sondagens dão um empate técnico, a RTP dá uma ligeira vantagem para Carlos Moedas. E eles já têm o discurso preparado.

Pelas 21h00 (22h no Grão-Ducado) chegou a surpresa logo ao início da maratona dos resultados eleitorais: as sondagens dão empate técnico a Fernando Medina, o autarca de Lisboa do PS e a Carlos Moedas, o candidato do PSD que chegou este ano às eleições autárquicas. Por enquanto, são projeções e há que aguardar pelos resultados finais, mas aquando da revelação da sondagem, na sede de campanha de Fernando Medina houve incredulidade na de Carlos Moedas explosão de alegria, aplausos e cantigas.

Há 14 anos que a Câmara de Lisboa é liderada por socialistas. Quer para Medina, quer para Moedas esta vai ser uma das noites mais longas das suas vidas. Até aos resultados finais da contagem dos votos. Para saber quem, afinal, ganhou.

Já antes da saída dos resultado das projeções, os dois candidatos chegavam dizendo-se confiantes na vitória da noite. Sorridente, de camisa branca sem gravata, Fernando Medina chegava perto das 20h00 à sede de campanha no Pátio Galé, na Praça do Comércio, em Lisboa.


Projeções apontam para empate em Lisboa e vitória de Rui Moreira no Porto
Fernando Medina ou Carlos Moedas: ainda não se sabe quem irá ser eleito presidente da Câmara da capital.

Revelou que já tem o  "discurso escrito" e às perguntas dos jornalistas disse não haver necessidade de "esgotar já a conversa toda", pois a "a noite vai ser longa, espero que tenham tomado café". E, de facto, a julgar pelo início desta maratona a noite vai ser longa até se conhecer os resultados finais. 

À pergunta se António Costa iria de facto ter com Medina ao final da noite, após os resultados e se isso seria sinal de vitória, o atual autarca respondeu: "Nós gostamos mesmo de estar uns com os outros". "Tenho um grau de confiança total, de quem é democrata" e "cabe aos lisboetas decidir quem querem na câmara". Só que, nas sondagens à boca das urnas, reina o empate.

Por enquanto, o primeiro-ministro António Costa tem estado na sede do PS onde irá acompanhar o desenrolar dos resultados eleitorais. À chegada disse  estar confiante com a vitória do PS no país, sublinhando que "se o PS hoje voltar a ser o partido com o maior número de câmaras e freguesias será a primeira vez que um partido ganha três vezes consecutivamente eleições autárquicas". Um mau resultado? "Seria deixarmos de ser o partido a ter a maioria das câmaras e das freguesias”. 

Já Carlos Moedas que escolheu o hotel Epic Sana, em Lisboa, para a sede da campanha disse à chegada perto das 20h00 que estava "muito confiante", vaticinando que  "ainda vamos ter muitas surpresas durante a noite".   

O candidato rival de Medina frisou que "fizemos tudo", para a vitória na câmara de Lisboa. "Demos a alma e coração, nestes sete meses e demos tudo" nesta campanha, frisou o candidato do PSD, e acrescentou: "temos uma tranquilidade interior muito grande, obviamente também temos cansaço físico, mas isso é normal em eleições, faz parte da democracia. Há sobretudo uma alegria interior grande".

Carlos Moedas que concorreu pelo PSD apoiado ainda pelo CDS, PPM, MPT e Aliança, realçou que "temos a consciência totalmente tranquila" reiterando a confiança na vitória. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O PS ganhou, mas perdeu. O PSD perdeu, mas ganhou. O PCP perdeu, mas não desiste, nem renova. O BE ainda não percebeu se ganhou se perdeu. O CDS abandonou o táxi e foi antes à boleia. Pelos intervalos da chuva, o Chega vai consolidando. E, no final, ganhou a abstenção.
Carlos Moedas pode obter uma votação superior a 31%. Um resultado que não chega para ganhar, porque os socialistas obtiveram 42%.
Pormenor da ponte 25 de Abril em Lisboa.